SP diz que morte que suspendeu Coronavac teve fator externo: “é segura” - CMN - Campos Magazine News

News

quarta-feira, 11 de novembro de 2020

SP diz que morte que suspendeu Coronavac teve fator externo: “é segura”

O secretário de Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, disse hoje que o “evento” que levou a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) a suspender os testes com a Coronavac teve fator externo, sem nenhuma relação com a vacina. Segundo ele, o imunizante contra a covid-19 se mostrou seguro até agora.


“Nesse caso, tivemos evento externo que colaborou para haver notificação ao órgão regulador”, disse o secretário durante entrevista coletiva concedida nesta manhã. “Quero me solidarizar com família e amigos frente ao ocorrido e tranquilizo a todos voluntários que essa vacina é segura.”


Ao longo da entrevista, os especialistas evitaram dar detalhes sobre o caso que levou à suspensão dos testes. No entanto, o secretário-executivo do comitê de contenção do coronavírus de São Paulo, João Gabbardo, admitiu tratar-se da morte de um voluntário, mas sem relação com a vacina, fato que foi repetido diversas vezes durante a coletiva desta manhã.


Na nota emitida na noite de ontem, a Anvisa citou todos os efeitos adversos graves previstos para a interrupção dos testes, mas não especificou qual foi verificado no caso em questão.


Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan, instituição que lidera o estudo no Brasil, afirmou que transformou-se um fato normal em um fato anormal e que é “impossível” que o caso do voluntário em questão tenha relação com a vacina.








Fonte: UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário