Amazon abre vagas no Brasil e anuncia mais 3 centros logísticos - CMN - Campos Magazine News

News

quarta-feira, 11 de novembro de 2020

Amazon abre vagas no Brasil e anuncia mais 3 centros logísticos

 

Oportunidade de emprego. A Gigante norte-americana Amazon anunciou que vai abrir mais três centros logísticos no Brasil, depois do grande impulso do comércio pela web durante a pandemia da Covid-19.


Depois das unidades de Minas Gerais (Betim), Distrito Federal (Santa Maria) e Rio Grande do Sul (Nova Santa Rita), a Amazon vai abrir mais cinco unidades, chegando a oito no total.


Para agilizar as entregas no Brasil, a empresa terá que criar uma média de 1.500 empregos diretos. E mesmo antes disso, já está com mais de 120 vagas abertas.


O site Amazon Jobs mostra quais são:

  • Arquiteto de soluções – 27 vagas
  • Gerenciamento de projetos (técnico) – 22 vagas
  • Gerenciamento de projetos (não técnico) – 12 vagas
  • Vendas, publicidade e gerenciamento – 12 vagas
  • Engenharia de suporte, operações e TI – 10 vagas
  • Gerenciamento de operações e logística – 7 vagas
  • Desenvolvimento de software – 7 vagas
  • Finanças e contabilidade – 6 vagas
  • Compras, planejamento e estoque – 5 vagas
  • Recursos humanos – 5 vagas
  • Suporte administrativo – 3 vagas
  • Produção de áudio/vídeo/foto – 2 vagas
  • Atendimento ao cliente – 2 vagas
  • Marketing e relações públicas – 2 vagas
  • Engenharia de sistemas, qualidade e segurança – 2 vagas
  • Economia – 1 vaga
  • Investigação e prevenção de perdas – 1 vaga
  • Gestão de cadeia de suprimentos e transporte – 1 vaga


As vagas são para SP, MG e RJ.


Para se candidatar entre no site Amazon Jobs. Clique aqui.


Investimento


A empresa não revelou o montante do investimento que está fazendo para abrir os novos centros no Brasil, mas será o maior movimento de expansão logística desde que a companhia chegou ao Brasil em 2012.


O anúncio foi feito às vésperas da Black Friday – no fim de novembro – e antes das vendas de Natal.


Alex Szapiro, principal executivo da Amazon no Brasil, disse que os novos centros vão permitir que a companhia eleve de imediato, de 400 para mais de 500, os municípios nos quais os clientes do programa Prime recebem produtos em até dois dias úteis.


“O Brasil é o país com o crescimento mais rápido em assinaturas Amazon Prime”, afirmou.


A concorrência


Na semana passada, o Mercado Livre, líder de comércio eletrônico da América Latina, anunciou que sua receita líquida na região disparou 148,5% em moedas locais.


A operação no Brasil, 55% do total, subiu 112,2% em reais.


As concorrentes diretas e indiretas da Amazon no Brasil, incluindo Via Varejo, GPA e Magazine Luiza já anunciaram aquisições de startups de logística, de apoio à digitalização de pequenas empresas para não perder terreno neste negócio crescente de vendas online no país.








Por Rinaldo de Oliveira | SNB – com informações da Exame

Nenhum comentário:

Postar um comentário