Operação contra o tráfico em Guarus prende 40 suspeitos - CMN - Campos Magazine News

News

quarta-feira, 7 de outubro de 2020

Operação contra o tráfico em Guarus prende 40 suspeitos

Foto: Rodrigo Silveira | Reprodução

 O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco/MPRJ), com apoio da Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI/MPRJ), em parceria com a 146ª Delegacia de Polícia e o 8º Batalhão de Polícia Militar (BPM), realiza nesta quarta-feira (07) a operação “Vera Cruz” para cumprir 48 mandados de prisão temporária contra integrantes de uma organização criminosa voltada para o tráfico de drogas na região de Guarus, em Campos. Até o momento, 40 suspeitos foram presos. Além dos mandados de prisão, serão cumpridos 38 mandados de busca e apreensão em endereços ligados aos traficantes.


Foram mobilizados cerca de 200 agentes da Polícia Civil em todo o estado para atuar na operação. A ação também contou com a participação da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Federal (PF) e da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core). No total, foram 36 presos através de mandados expedidos e quatro em flagrante. Também foram apreendidos 70 kg de maconha, mais de 1.000 pinos de cocaína, dois revólveres calibre 38 municiados, duas réplicas de pistola, cordões de ouro e dinheiro, cujo valor total não foi divulgado.


As diligências se concentraram no Parque Santa Helena, mas também foram realizadas ações em outros bairros da área de Guarus.


Operação 


No pedido encaminhado ao Juízo da 2ª Vara Criminal de Campos, o Gaeco/MPRJ relata que diálogos captados com autorização judicial revelaram que os investigados praticam intenso tráfico de drogas na localidade, sem temer a atuação das forças de segurança. A investigação foi iniciada em março deste ano, a partir de denuncia por quem pessoas que temem se identificar Segundo informações, traficantes da comunidade da Matinha, no Parque Santa Helena, estariam recrutando crianças para compor os diversos postos de vendas de entorpecentes da comunidade.


Ainda no pedido feito ao Judiciário, ressalta o Gaeco/MPRJ que a comunidade de Guarus é dominada pela criminalidade, e que Campos é uma cidade com altos índices de homicídios. Ainda segundo o pedido, o grande número de homicídios no município deve-se, em grande parte, aos conflitos entre facções existentes na localidade, uma vez que tênues linhas territoriais separam facções inimigas.







Folha 1 | Com informações da Comunicação do MPRJ

Nenhum comentário:

Postar um comentário