Operação Fique em Casa fiscaliza atendimento nas agências bancárias - CMN - Campos Magazine News

News

quarta-feira, 8 de abril de 2020

Operação Fique em Casa fiscaliza atendimento nas agências bancárias

Decreto prevê que agências ofereçam álcool gel, espaçamento nas filas, orientação aos clientes dos serviços que estavam sendo realizados, número de pessoas dentro da agência
Foto: Rodrigo Silveira
O Procon de Campos, Ministério Público Estadual, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Secretaria Municipal de Segurança Pública e Guarda Civil Municipal realizaram, na manhã desta quarta-feira (8), mais uma ação da operação "Fique em Casa", desta vez  voltada para orientação e conscientização nas agências bancárias. A fiscalização aconteceu na área central do município. O objetivo é fazer com que as instituições cumpram as determinações do decreto municipal de combate ao Coronavírus. 

Durante todo o trabalho, uma viatura do Corpo de Bombeiros com som ligado pedia para que as pessoas evitassem as aglomerações é que só saiam de casa quando for extremamente necessário. Participaram da ação, o superintendente do Procon, Douglas Leonard; o promotor de Justiça, Marcelo Lessa; o secretário municipal de Segurança Pública, Darcileu Amaral, e o delegado da Polícia Civil, Bruno Cleuder e equipes. 

As autoridades conversaram com os gerentes sobre a disponibilidade de álcool gel nas agências, espaçamento nas filas, orientação aos clientes dos serviços que estavam sendo realizados, número de pessoas dentro da agência. Nesta quarta, duas agências foram autuadas e uma recebeu recomendação para reforçar o controle da fila e implantar barreira sanitária. Na terça (7), foram três agências autuadas. 

- Desde a semana passada, estamos conversando com as gerências dos bancos para que cumpram o Decreto. Estamos encontrando muitas irregularidades e autuando as que não estão fazendo o que foi determinado. Dentro das agências são permitidos 30% da capacidade de atendimento. Estamos evitando ao máximo fechá-las, mas não podemos permitir que as pessoas sejam expostas a riscos. As agências autuadas vão receber notificação de multa, podendo pagar de imediato ou apresentar defesa dentro do processo administrativo - explicou Douglas Leonard. 

O delegado informou que estava, assim como o MP, acompanhando a ação para garantir o cumprimento do Decreto e garantindo a segurança. “Estamos acompanhando, mas se for preciso vamos tomar as medidas coercitivas necessárias”, afirmou Bruno Cleuder.




Supcom

Nenhum comentário:

Postar um comentário