MPT vai investigar contaminação de trabalhadores por coronavírus em plataforma de petróleo - CMN - Campos Magazine News

News

sexta-feira, 10 de abril de 2020

MPT vai investigar contaminação de trabalhadores por coronavírus em plataforma de petróleo

Segundo a Agência Nacional do Petróleo (ANP), 34 trabalhadores testaram positivo. Dos doentes, 29 estão em isolamento em um hotel na Grande Vitória.
Agencia Petrobras
O Ministério Público do Trabalho (MPT) irá investigar os motivos que levaram à contaminação de dezenas trabalhadores que estavam a bordo de uma plataforma de petróleo localizada entre o Sul do Espírito Santo e a região Norte do Rio de Janeiro. No momento, 29 deles encontram-se isolados em um hotel da Grande Vitória.

Por meio de nota enviada à imprensa, o MPT afirma que abriu um procedimento investigatório para apurar as circunstâncias que envolveram a transmissão do vírus e que tomará, no âmbito de suas atribuições, todas as medidas preventivas e reparatórias cabíveis.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (Sesa), a informação passada pela Petrobras na tarde da última quarta-feira (8) era de que 53 trabalhadores testaram positivo para a doença. Entretanto, a Agência Nacional de Petróleo (ANP) afirma que o número de casos confirmados é 34.

Segundo a ANP, 53 é o número total de pessoas que estavam a bordo, sendo que outros 15 testaram negativo e, para quatro, a testagem foi inconclusiva.

Procurada, a empresa SBM Offshore, que opera a plataforma, informou apenas que "um número significativo de tripulantes de um navio no Brasil" testou positivo para Covid-19.

Isolamento

Dos trabalhadores infectados, segundo a Sesa, 29 desembarcaram em Anchieta, no Sul do ES, e foram trazidos para um hotel da Grande Vitória, onde estão em isolamento. Os pacientes estão sendo monitorados por uma equipe da empresa SBM Offshore.

A vigilância municipal inspecionou o hotel onde os tripulantes foram hospedados. No local, não há outros hóspedes que não sejam os trabalhadores.

Segundo a Sesa, os outros tripulantes com Covid-19 na plataforma serão transferidos para o mesmo hotel, onde vão cumprir o período de isolamento.

Pelo último dado divulgado pela Sesa, o Espírito Santo tem 300 casos do novo coronavírus. Os casos registrados na plataforma ainda não entraram na conta oficial do governo do Espírito Santo.

De acordo com o subsecretário de Atenção à Saúde, Fabiano Ribeiro, essa contabilização dos doentes por Covid-19 não aconteceu porque apenas os trabalhadores do Espírito Santo serão notificados no estado.

Nós estamos levantando essa informação para que os casos que não são aqui do estado não sejam contabilizados aqui. Isso é para a gente ter um número real de quantos casos são do Espírito Santo”, enfatizou Ribeiro.

Isso porque, de acordo com a Sesa, o serviço de saúde que fez o teste nos trabalhadores ainda vai notificar a secretaria sobre a origem de cada paciente.

O Laboratório Central vai receber apenas os laudos com a confirmação dos pacientes capixabas, onde haverá a conferência da habilitação para realizar o teste.

SBM Offshore

A empresa SBM Offshore disse que os doentes estão recebendo atenção médica e são monitorados. Os desembarcados também recebem atendimento médico em terra.

De acordo com a SBM, as medidas preventivas como distanciamento social e reforço nas regras de higiene estão sendo aplicadas para a população a bordo.

A empresa disse ainda que está em contato com as autoridades brasileira e com a Petrobras para gerenciar a situação.






G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário