Operação contra furto de combustível cumpre mandatos em Campos - CMN - Campos Magazine News

News

terça-feira, 5 de novembro de 2019

Operação contra furto de combustível cumpre mandatos em Campos

Sargento da Polícia Militar lotado no 32º BPM, em Macaé, foi preso em Campos, onde reside

(Foto: Silvana Rust) | JTV
A Polícia Civil e o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) cumprem sete mandados de prisão e 11 de busca e apreensão em Campos e município da região, bem como do Estado do Paraná, na manhã desta terça-feira (5). O objetivo da Operação, batizada Sete Capitães, é desarticular uma organização criminosa especializada em furto de petróleo e derivados. Até a última atualização desta reportagem, cinco pessoas haviam sido presas.

Entre os detidos está um sargento da Polícia Militar (PM), lotado no 32º Batalhão de Polícia Militar (BPM), em Macaé. Ele foi preso em casa, no Parque Cidade Luz, no subdistrito de Guarus, em Campos.

O sargento foi levado até a 6ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar, no Truf Clube, de onde foi encaminhado para a Cidade da Polícia, no Rio de Janeiro. De lá, ele irá para a Unidade Prisional da Polícia Militar, em Niterói.

Além de Campos, a Operação Sete Capitães mira outros alvos no norte fluminense e nas regiões vizinhas. Mandados são cumpridos em Macaé, Quissamã, Carapebus, Rio das Ostras, Casimiro de Abreu e Cabo Frio.

Além da Polícia e do MPRJ, participam da ação fiscais da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) e da Agência Nacional de Petróleo (ANP), além de equipes da Petrobrás e da Transpetro.

De acordo com a Polícia Civil, durante quase 10 meses de investigações, foi descoberto que os criminosos localizavam dutos de petróleo bruto e criavam uma derivação clandestina, por onde o produto era desviado.

De acordo com a investigação, a quadrinha fazia de duas a três retiradas por semana, o que soma cerca 150 mil litros de petróleo e derivados desviados. O material era, então, enviado em caminhões bitrens para cidades do Paraná.

Segundo a polícia, os presos vão responder pelos crimes de organização criminosa, contra ordem econômica, furto duplamente qualificado e contra o meio ambiente.







JTV | Com informações do G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tempo - Tutiempo.net