Bilhetagem eletrônica: escolha da empresa é feita pelos permissionários - CMN - Campos Magazine News

News

quinta-feira, 8 de agosto de 2019

Bilhetagem eletrônica: escolha da empresa é feita pelos permissionários

Presidente do IMTT, Felipe Quintanilha, reforçou durante reunião nesta quinta (8) de que a escolha é exclusiva dos permissionários, e assim que definida a empresa é homologada pelo órgão.

Foto: Rafael Peixoto
O presidente do Instituto Municipal de Trânsito e Transporte (IMTT), Felipe Quintanilha, se reuniu nesta quinta-feira (8) na sede da Prefeitura de Campos, com os interlocutores de cada setor do novo sistema de transporte alimentador, para acertar detalhes sobre a bilhetagem eletrônica.

Participaram também do encontro, representantes das empresas de bilhetagem eletrônica @cesso e Anda Campos.

- Nesta reunião, além do esclarecimento de dúvidas dos interlocutores, deixamos claro que os permissionários são os responsáveis por escolher a empresa de bilhetagem que quiserem, desde que estas sejam interoperáveis, que se comuniquem, permitindo assim, que o cidadão possa usar um único cartão em qualquer equipamento - explicou Quintanilha.

Ainda durante o encontro, Quintanilha  destacou que a empresa de bilhetagem homologada, até o momento, é a Anda Campos, o que não impede que os permissionários optem por outra empresa. 

- É uma escolha exclusivamente deles. Os permissionários precisam optar pela empresa de bilhetagem que melhor atende seus objetivos e instalar os equipamentos. Optando por outra empresa, o interlocutor nos comunica para que seja feita a homologação. Assim que essa questão for resolvida por eles, o início da operação acontece em poucos dias - reforçou. 

O novo sistema de transporte teve início no dia 13 de julho, com ônibus atendendo a todo o município, enquanto os 235 permissionários classificados e habilitados no processo licitatório se adequam às regras do edital, com relação a assinatura dos contratos, adesivação dos veículos e instalação do equipamento da bilhetagem eletrônica. 

- É importante destacar que menos da metade dos permissionários habilitados passou pela vistoria e outros não adesivaram os veículos. O sistema está funcionando e atendendo a população. Estamos fazendo o possível para acelerar o processo,  mas isso depende deles - concluiu Felipe. 



Supcom

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tempo - Tutiempo.net