Chinês e Congos: Patrimônio Histórico e Cultural do RJ - CMN - Campos Magazine News

News

terça-feira, 2 de abril de 2019

Chinês e Congos: Patrimônio Histórico e Cultural do RJ

Foto: Divulgação
Leis de tombamento das duas escolas de samba de São João da Barra foi publicada no Diário Oficial do Estado, no último dia 2

Principais referências do carnaval de São João da Barra, os grêmios recreativos escola de samba Chinês e Congos receberam tombamento como Patrimônio Histórico e Cultural do Estado do Rio de Janeiro. Os projetos de lei, de autoria da deputada estadual Zeidan – aprovados em plenário na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) – foram publicados em Diário Oficial, respectivamente como leis estaduais de números, 8.327 e 8.340, no último dia 29 de março.

Estão incluídos no tombamento todo o acervo e equipamentos das duas instituições, ficando proibida qualquer destruição dos bens afeitos às atividades culturais por elas exercidas, bem como a descaracterização dos acervos.

Fundadas na década de 1930 – Congos em 1932 e Chinês em 1933 –, as duas agremiações dividem a cidade, ao longo desses anos, em uma saudável rivalidade, embelezando e enriquecendo ainda mais o já tradicional carnaval do município com desfiles no domingo e na terça-feira.

O trabalho realizado nos barracões e ateliês para a apresentação do resultado final na Avenida, assim como a importância das escolas no contexto cultural e histórico do município e da região, tem o reconhecimento do poder público municipal. Atualmente cada uma das escolas recebe da Prefeitura, por meio de Termo de Fomento, o valor de até R$ 234 mil, de forma antecipada, para a execução do projeto de preparação dos desfiles.
Foto: Rogério Silva
“O carnaval é a festa popular de maior expressividade da cultura de um povo, e boa parte de nossos munícipes vivem esta experiência o ano todo, dentro dos barracões, desenvolvendo um trabalho árduo, com amor e dedicação, para apresentar na avenida durante dois dias de festa. Agradeço à deputada Zeidan o reconhecimento das agremiações carnavalescas – Congos e Chinês – o que engrandece a nossa cultura”, ressaltou a prefeita Carla Machado.

O reconhecimento por parte do Governo do Estado, de acordo com o presidente do Chinês, José Luiz Melo, “é um oxigênio a mais neste momento em que nossas escolas de samba lutam pela preservação da tradição. O Chinês é a história viva do nosso Carnaval”, disse.

João Batista Azevedo, presidente do Congos, disse ser de relevância o reconhecimento. “Valoriza o carnaval de São João da Barra, considerado o melhor do interior do estado. Trabalhamos boa parte do ano para apresentar o nosso melhor na Avenida do Samba e ficamos gratos pela consideração”, disse.
Foto: Marcos Pirralho



Fonte: Secom – SJB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tempo - Tutiempo.net