Visita presencial familiar para pacientes com Covid-19 em SJB - CMN - Campos Magazine News

News

quarta-feira, 27 de janeiro de 2021

Visita presencial familiar para pacientes com Covid-19 em SJB

 

Foto: Divulgação


A Secretaria Municipal de Saúde realiza um trabalho humanizado na internação por Covid-19 no Hospital de Campanha de São João da Barra através da visita presencial familiar. Vários pacientes já passaram pela experiência, sendo observada melhora do quadro psicológico e, consequentemente, do quadro clínico geral. A visita ocorre na área administrativa e segue os protocolos de prevenção ao contágio para a segurança dos familiares, pacientes e profissionais.


“Essa visita é essencial, tendo em vista que o paciente, ao contrair o vírus, entra em isolamento social. Ao ser internado, acaba ficando ainda mais isolado, tendo contato com familiares apenas através de chamadas de vídeo ou áudio. Esse distanciamento acaba acarretando problemas psicológicos, deixando a família ainda mais preocupada”, explicou a responsável pelo Hospital de Campanha, Keth Miranda, acrescentando que, com a humanização dentro da unidade, ocorre uma melhora no estado de saúde do paciente associada ao tratamento com medicamentos e os familiares ficam mais tranquilos.


Antes da visita, tanto o paciente quanto os familiares passam por uma avaliação médica e, caso seja identificado algum problema, ela não é concretizada. Além disso, no momento da visita é necessário usar equipamentos de proteção individual e o único contato permitido é o visual, numa distância mínima de um metro e meio. Não são permitidos abraço, beijo ou toque. “Todas as visitas são acompanhadas por profissionais de saúde para que, em caso de algum familiar se emocionar, seja atendido imediatamente”, informou o diretor clínico do Hospital de Campanha, Rafael Chacar, detalhando que o local da visita é higienizado.


A sanjoanense Luana Cajueiro Barros, acompanhada da mãe e dos filhos, visitou o pai José Antônio, na terça-feira, 26. “Esse encontro foi ótimo. É angustiante saber que ele está internado e não poder visitar. Isso foi possível depois de sete dias de internação. É muito gratificante, estamos felizes e confiantes que em breve ele estará em casa. O meu pai está sendo bem cuidado e só tenho a agradecer aos profissionais pelo atendimento humanizado deste hospital”, declarou Luana, relatando que sua mãe, ao saber da internação, entrou em pânico achando que não o veria mais.


“No começo da pandemia tínhamos uma ideia diferente do vírus e da necessidade do isolamento do paciente. Atualmente, estudos demonstraram que essa forma de aproximação com o devido critério da epidemiologia, seguindo as regras e mantendo as restrições, é possível”, finalizou Keth, informando que diariamente o boletim médico do estado de saúde do paciente internado é repassado para a família por telefone.















Fonte: Secom

Nenhum comentário:

Postar um comentário