Inea liberta 38 pássaros capturados pelo tráfico de animais silvestres - CMN - Campos Magazine News

News

quinta-feira, 7 de janeiro de 2021

Inea liberta 38 pássaros capturados pelo tráfico de animais silvestres

 Animais foram encontrados em três residências nos municípios de Itaocara e Santo Antônio de Pádua

Reprodução

O Instituto Estadual do Ambiente (Inea), por meio do Parque Estadual do Desengano, realizou na manhã de terça-feira (05/01), a soltura de 38 pássaros que seriam vendidos no tráfico de animais silvestres. Entre as aves resgatadas nos municípios de Itaocara e Santo Antônio de Pádua no Noroeste Fluminense, estavam 24 Coleiros (Sporophila caerulescens), cinco Tizius (Volatinia jacarina), três Trinca-ferros (Saltator similis), quatro Canários-da-terra (Sicalis flaveola), um Tico-Tico (Zonotrichia capensis) e um Galinho-da-serra (Rupicola rupicola).


Os agentes da 3ª Unidade de Polícia Ambiental (Upam) encaminharam as aves apreendidas em três residências no início desta semana para atendimento médico veterinário. A avaliação atestou que os animais estavam saudáveis e que pertenciam ao bioma local. Em seguida, acionaram a equipe do Parque Estadual do Desengano para a realização da soltura dos animais na Mata Atlântica.


Para o gestor do Parque Estadual do Desengano, Carlos Dário, a ação de soltura dos animais na zona de amortecimento da unidade de conservação é uma vitória para o meio ambiente. “Mais importante do que retirar das mãos de traficantes os pássaros que serviriam de lucro, é a reintrodução destas aves no ambiente florestal, onde têm uma grande importância para a manutenção do bioma”, acrescenta Dário.


Denúncias de crimes ambientais em todo o Estado do Rio podem ser feitas ao Linha Verde por meio dos telefones 0300 253 1177 (interior, custo de ligação local), 2253-1177 (capital), ou através do aplicativo para celulares “Disque Denúncia Rio”, onde usuários com sistema operacional Android ou iOS podem denunciar anexando fotos e vídeos, com a garantia de anonimato.














Vídeo: Luis Rocha Júnior

Ascom

Nenhum comentário:

Postar um comentário