Farmacêutica diz ter descoberto anticorpos contra coronavírus - CMN - Campos Magazine News

News

domingo, 17 de maio de 2020

Farmacêutica diz ter descoberto anticorpos contra coronavírus

Alejandra De Lucca V./Minsa
A Sorrento Therapeutics, empresa biofarmacêutica sediada na Califórnia, afirma ter descoberto 1 anticorpo capaz de evitar a contaminação de pessoas pelo novo coronavírus e ainda expulsá-lo do corpo em até 5 dias.

O antógeno, denominado STI-1499, será a base a de uma substância que, segundo a empresa, oferecerá proteção integral contra a covid-19. Sem estabelecer datas, a Sorrento Therapeutics estima que o tratamento deva chegar ao mercado antes mesmo que o governo norte-americano autorize qualquer vacina anticoronavírus.

“Queremos enfatizar que existe uma cura. Existe uma solução que funciona 100%”, disse à Fox News o médico Henry Ji, CEO da Sorrento Therapeutics. “Com o anticorpo neutralizante em seu corpo, você não precisará do distanciamento social. Você pode abrir uma sociedade sem medo.”

AÇÕES DISPARAM

Com o comunicado, as ações do laboratório subiram 158% na Bolsa Nasdaq, em Nova York. É o melhor desempenho do laboratório desde 2012, quando seus índices chegaram a 287%. O valor de mercado de Sorrento Therapeutics subiu de US$ 549 milhões, na 5ª feira (14.mai), para US$ 1,9 bilhão na máxima do intradia desta 6ª (15.mai).

PRESSA

A declaração da farmacêutica levanta uma das questões que os pesquisadores têm se debruçado para responder: o quão mutagênico é o SARS-CoV-2? Sabe-se que muitos tipos de coronavírus, como o resfriado comum, tendem a sofrer mutações rapidamente, dificultando o desenvolvimento de curas e tratamentos duradouros.

Para driblar o problema, a Sorrento Therapeutics diz que vai misturar diversos anticorpos num coquetel que promete fornecer proteção contra diferentes cepas do vírus.

O laboratório afirmou que conversa com os órgãos reguladores dos EUA para definir um meio de acelerar o desenvolvimento desse tratamento. A meta é produzir até 1 milhão de doses enquanto aguarda aprovação do FDA (agência equivalente à Anvisa, nos EUA) para o uso e a distribuição da droga.





Poder 360

Nenhum comentário:

Postar um comentário