Secretarias de Saúde registram 2.598 casos de coronavírus no Brasil - CMN - Campos Magazine News

News

quinta-feira, 26 de março de 2020

Secretarias de Saúde registram 2.598 casos de coronavírus no Brasil

Testes rápidos para detectar coronavírus / Divulgação - Supcom
O Brasil contabilizou, até as 12h desta quinta-feira (26), 2.598 casos confirmados do novo coronavírus nos 26 estados e no Distrito Federal. Os dados são das secretarias estaduais de Saúde. Foram registradas 63 mortes: 48 em São Paulo, oito no Rio de Janeiro, uma no Amazonas, três em Pernambuco, uma no Rio Grande do Sul, uma em Santa Catarina. 

O governador do RJ, Wilson Witzel (PSC), afirmou que, caso não receba apoio financeiro do governo federal, poderá reduzir as medidas restritivas para combate ao vírus  a partir da próxima segunda-feira (30).

Mortes por novo coronavírus chega a 57 no Brasil

Mais duas mortes foram registradas em Pernambuco nesta quinta-feira. O primeiro caso fatal em Goiás foi notificado também na manhã desta quinta. De acordo com o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), a vítima era uma mulher de 66 anos, que morava em Luziânia. Ela era hipertensa, tinha diabetes, doença pulmonar obstrutiva crônica e teve dengue recentemente.

Em Santa Catarina, a vítima era um homem de 86 anos que morreu em São José, na Grande Florianópolis, de acordo com informações do governador Carlos Moisés (PSL), divulgadas por meio de rede social no final da noite dessa quarta-feira (25). Mais cedo, durante a tarde, o Ministério da Saúde informou que havia 2.433 casos confirmados do Covid-19.

Nesta quinta, subiu para 195 o número de casos no DF. Após as 23h de quarta, os estados de Goiás e do Pará divulgaram novos casos.

Redução de restrição — Em entrevista ao Bom Dia RJ, na manhã desta quinta, o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), informou que pode reduzir as medidas restritivas de circulação de pessoas, a partir da próxima segunda-feira, caso o estado não receba auxílio federal.

Se o governo federal, até segunda-feira, não apresentar algo que dê esperança para que as pessoas possam saber que não vão morrer de fome, que não vão ter um cataclismo nas suas vidas, vai ser muito difícil continuar com essas medidas protetivas. Porque nós não podemos pedir para as pessoas ficarem em casa, não podemos falar para as empresas ficarem fechadas se quem tem condições de socorrer, que é o governo federal — e tem dinheiro para isso —, não tomar as providências. A responsabilidade passa a ser deles — afirmou.

Interior do RJ — Em todo o Norte e Noroeste, foram notificados 162 casos suspeitos do novo coronavírus. Em Campos, nessa quarta, mais uma suspeita da doença foi descartada. A paciente havia sido atendida na rede particular. Com isso, o município tem 15 pessoas em monitoramento devido à suspeita do Covid-19.




Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tempo - Tutiempo.net