Policiais militares interrompem patrulhamento para ajudar vaca em trabalho de parto: 'é uma vida' - CMN - Campos Magazine News

News

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2020

Policiais militares interrompem patrulhamento para ajudar vaca em trabalho de parto: 'é uma vida'

Agentes do 25º BPM se surpreenderam ao verificar que barulho vinha de vaca agonizando em área de mata em Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio. Mãe e bezerro sobreviveram.
Reprodução Vídeo
Foi em meio a um patrulhamento e debaixo de chuva que policiais militares do 25º Batalhão de Polícia Militar de Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio, foram acionados, na noite de segunda-feira (10), para verificar gemidos vindo de um matagal. Eles acabaram se surpreendendo ao se deparar com uma vaca em trabalho de parto.

De acordo com o cabo Marco Aurélio Torres, ele e outros dois policiais chegaram a pensar que o animal estivesse ferido, mas logo perceberam que estavam diante da missão de ajudar no parto de um bezerro.

"Foi um caso inusitado, mas é uma vida como qualquer outra. Poderia ser um cachorro ou um gato, que são casos mais comuns, mas foi uma vaca. Foi assustador porque é um bicho grande, mas eu acho que o que importa é o carinho", conta o policial.

Um dos policiais registrou a atitude dos agentes e o quanto foi difícil fazer o procedimento. O caso aconteceu no bairro Jardim Esperança, na altura da Estrada da Integração.

"Como estava escuro, dificultou visualizar um bezerro saindo da vaca. Era apenas as patas para fora. Quando percebemos que o animal não iria conseguir fazer o parto sozinho, resolvemos agir", explica o cabo Torres.

Após alguns minutos, o dono da vaca apareceu com um vaqueiro experiente nesse tipo de trabalho. Os agentes contam que o parto foi demorado e, foram necessários quatro homens para salvar a mãe e o filhote. Eles conseguiram finalizar o parto puxando uma corda que foi amarrada aos pés do bezerro, que nasceu desacordado.

"Em seguida o vaqueiro deu uns tapas e puxou a sua língua fazendo massagem para que o bezerro voltasse a respirar. E ele voltou. Foi legal. Logo depois saímos da chuva e retornamos ao patrulhamento", relatou Torres.

O policial lembra ainda que a preocupação do vaqueiro era tirar o bezerro da barriga da mãe com vida, pois se o bezerro morresse, o risco seria perder os dois animais. Segundo ele, no final, tudo ocorreu bem, tendo sobrevivido tanto o bezerro quanto a mãe.






 G1 Região dos Lagos

Nenhum comentário:

Postar um comentário