Número de desalojados no Espírito Santo passa de mil - CMN - Campos Magazine News

News

quarta-feira, 20 de novembro de 2019

Número de desalojados no Espírito Santo passa de mil

Foto: Divulgação | Reprodução
O número de desalojados por conta das chuvas, que atingem o Estado desde a semana passada, chegou a 1473 nesta quarta-feira (20). A informação é da Defesa Civil Estadual.

Os municípios de Cariacica, Viana, Domingos Martins, Marechal Floriano, Santa Leopoldina e Alegre decretaram situação de emergência.

Também há 213 desabrigados e 10 feridos. Quatro pessoas morreram soterradas (três em Santa Leopoldina e um em Cariacica).

A situação mais crítica é em Viana, onde há 1270 desalojados, seguido por Cariacica (77), Domingos Marins (65), Vitória (25), Alegre (24) e Santa Leopoldina (12).

Em Cariacica são 36 desabrigados e outros 24 em Santa Leopoldina. O número de feridos é de seis e quatro, respectivamente.

Riscos

Nas últimas 24 horas, três situações de risco estão sendo observadas pela Defesa Civil do estado. No município de Fundão, a maior preocupação é com o rio que subiu cerca de 2 metros.

Apesar de ser o município com o maior alerta do estado, por causa dos 118 mm de chuva em apenas um dia, não houve nenhum desalojado no local. A Defesa Civil municipal, em parceria com a Secretaria de Assistência Social, afirma que já possui um abrigo separado, caso haja necessidade.

Outro caso é a BR-262 que, de acordo com a Defesa Civil, devido a uma fissura na pista e às fortes chuvas previstas para a região, poderá ser interditada a fim de evitar riscos aos motoristas que passarem pelo trecho KM 77.

Houve um deslizamento e o surgimento de uma fenda que criou uma condição de risco para a pista do lado esquerdo de quem vai para Pedra Azul. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) afirma que continua monitorando o local, mas descarta a interdição no momento.

A terceira situação aconteceu no bairro São Torquato, em Vila Velha, onde uma pedra de 70 toneladas rolou do alto do morro de Boa Vista. Uma casa foi atingida, mas nenhuma das seis pessoas que estavam dentro ficaram feridas.

De acordo com a Prefeitura de Vila Velha, a pedra rolou por volta das 20h45 da última terça-feira (19). O tenente-coronel Carlos Wagner Borges, do Corpo de Bombeiros, ressalta que parte das pessoas do morro estão sendo retiradas do local





Fonte: ES HOJE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tempo - Tutiempo.net