Inea promove capacitação prática de técnicos para atuação em caso de surgimento de óleo nas praias - CMN - Campos Magazine News

News

sexta-feira, 8 de novembro de 2019

Inea promove capacitação prática de técnicos para atuação em caso de surgimento de óleo nas praias

Na próxima semana, a Geopem iniciará o treinamento do quadro técnico dos 25 municípios costeiros, entre eles, Campos dos Goytacazes.
Ascom Inea
Nesta quinta-feira (7/11), o Instituto Estadual do Ambiente (Inea), órgão vinculado à Secretaria de Estado do Ambiente e Sustentabilidade (Seas), realizou treinamento prático com cerca de 80 pessoas, entre técnicos da Defesa Civil, do próprio órgão ambiental e militares do Exército no Forte do Imbuhy, em Niterói. A ação faz parte da capacitação que o instituto promove para atuação em caso de surgimento de mancha de óleo nas praias fluminenses.

A atividade prática foi ministrada pela Gerência de Operações em Emergências Ambientais (Geopem) do Inea e contou com a participação de técnicos das superintendências, das unidades de conservação estaduais e da Gerência de Fauna do instituto.

Na praia localizada no Forte do Exército, os técnicos participaram de exercício prático sobre a aproximação e retirada adequada do óleo, bem como sobre a logística para a disposição temporária dos resíduos.

“Este tipo de capacitação gera um efetivo técnico apto para realizar o monitoramento, avaliação e orientação técnica do efetivo de recolhimento de resíduos, quanto no próprio recolhimento. Está função é fundamental para estruturar a gestão de resíduos de forma eficiente, e controlada, além de servir de ponto técnico focal para manter o Comando Central do GAA atualizado, facilitando e otimizando o emprego de recursos operacionais”, afirmou o assessor técnico da Geopem, Ricardo Marcelo, que coordena a capacitação.

Na parte da tarde, os técnicos participaram de uma atividade de planejamento tático, no auditório do Inea, no Centro do Rio. O grupo aprendeu a identificar as características de cada cenário de emergência — seja costão rochoso ou praia — para, então, definir as ações a serem realizadas.

A chefe de Licenciamento da Superintendência Lagos São João, do Inea, Herllaine Rangel, destacou que a capacitação é um importante instrumento que vai ajudar a aprimorar a atuação dos técnicos para um possível cenário de mancha de óleo na praia. “O treinamento na praia foi esclarecedor: vimos, na prática, como identificar o tipo de resíduo oleoso para, a partir daí, planejar a ação correta para a limpeza e destinação do material. Foi muito bom”, destacou ela.

Na próxima semana, a Geopem iniciará o treinamento do quadro técnico dos 25 municípios costeiros: São Francisco do Itabapoana, São João da Barra, Campos dos Goytacazes, Quissamã, Carapebus, Macaé, Rio das Ostras, Casemiro de Abreu, Cabo Frio, Búzios, Arraial do Cabo, Araruama, Saquarema, Maricá, Niterói, Itaguaí, Mangaratiba, Angra dos Reis, Paraty, São Gonçalo, Guapimirim, Magé, Itaboraí, Duque de Caxias e Rio de Janeiro.

A qualificação foi uma ação definida pelo grupo de trabalho especial criado pelo governador Wilson Witzel no dia 24 de outubro, conforme publicação em Diário Oficial do estado, para acompanhamento e vigilância das manchas de óleo na costa brasileira. O grupo é coordenado pela secretária do Ambiente e Sustentabilidade, Ana Lúcia Santoro, e composto por técnicos da Seas e do Inea. O treinamento teve como base as orientações do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).






Ascom Inea

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tempo - Tutiempo.net