Operação desmantela rede de IPTV pirata com mais de 700 mil usuários - CMN - Campos Magazine News

News

quinta-feira, 27 de junho de 2019

Operação desmantela rede de IPTV pirata com mais de 700 mil usuários

Autoridades pelo mundo devem começar a ficar mais atenta a essa tipo de prática
A tecnologia do IPTV não é exatamente nova, mas nos últimos anos ela tem ganhado um aliado forte: a pirataria. Esse mercado sofreu uma baixa forte nesta semana, com uma operação bem-sucedida realizada na Bulgária, que derrubou uma rede de IPTV que atendia 700 mil pessoas no mundo inteiro.

Como informa o TorrentFreak, a ação coordenada pela polícia búlgara em parceria com a Europol mirava ir na fonte do problema. Em vez de atacar provedores e revendedores de serviços de IPTV, a ação atacou os cinco operadoras de TV paga pela captação do sinal original, que era retransmitido sem autorização dos canais.

Vários canais de TV pelo mundo estavam entre os que tinham o conteúdo captado e retransmitido sem autorização pela internet. Entre eles, por exemplo, estava a americana HBO. Outras empresas locais da Bulgária como a bTV também foram afetadas.

A ação policial foi complexa, e envolveu operações em oito cidades diferentes para desmantelar a infraestrutura e interromper as atividades. Todo o equipamento encontrado foi confiscado, o que inclui os servidores usados para fornecer o conteúdo para as plataformas de IPTV.

A investigação sobre o caso ainda está em andamento, e o caso ainda não está encerrado. As autoridades seguem a linha da proteção aos direitos autorais, mas paralelamente a isso também está acontecendo uma investigação relacionada a evasão de impostos.

A situação é simbólica. A tecnologia IPTV tem se tornado cada vez mais popular para transmissão irregular de canais de TV pela internet sem autorização e, aos poucos, autoridades no mundo começarão a agir de forma mais assertiva contra a prática. No Brasil, estes serviços já começaram a se popularizar ao ponto de um dispositivo do tipo ser comercializado em estabelecimentos de grande porte como o Carrefour, e não ficar relegado apenas a lojas especializadas.




Olhar Digital

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tempo - Tutiempo.net