Prefeitura segue formalizando pescadores para Feira do Peixe - CMN - Campos Magazine News

News

quarta-feira, 3 de abril de 2019

Prefeitura segue formalizando pescadores para Feira do Peixe

A Prefeitura de Campos, através da Diretoria de Pesca Aquicultura, segue com a formalização dos pescadores do município para participarem de atividades, como a Feira do Peixe. 
Divulgação
A temporada 2019 do projeto será aberta com a edição da Semana Santa, de 17 a 19 de abril, na rua das Palmeiras. Segundo o diretor de Pesca, José Armando Barreto, mais doze pescadores estão sendo formalizados e já autorizados a participar da próxima edição.

Diversos pescadores de localidades, como: Marrecas, Farol de São Thomé, Mundéus, Lagoa de Cima, Ponta Grossa dos Fidalgos (Lagoa Feia) já se formalizaram na documentação e mais seis casais estarão participando da Feira do Peixe, após passarem por qualificação. A formalização auxilia os pescadores na conquista de novas oportunidades nas vendas, dando condições de melhorias na renda familiar. Este ano, o programa atende diretamente pessoas que pescam e comercializam o pescado.

— Concedendo a qualificação aos pescadores, dando a eles uma melhor condição de trabalho através da formalização, consequentemente, estamos oferecendo uma melhor qualidade de vida a eles e para a população que consome esse pescado. Este ano, os pescadores participantes da Feira do Peixe passarão por um treinamento pela Vigilância Sanitária, onde receberão orientação sobre manuseio, conservação, entre outras técnicas. Neste ano, teremos 23 bancas — disse o diretor de Pesca, José Armando Barreto.

Ainda segundo José Armando, nesta semana, mais um casal de pescadores da localidade de Ponta Grossa dos Fidalgos procurou para ajustar as documentações na formalização. Na ocasião, os pescadores Gleice e Roberto receberam o auxílio e já estão com as documentações já encaminhadas.

— Demos todos os auxílios e eles já estão com as Declarações de Aptidão ao Pronaf (DAPs). Também estão em processo para receber a Nota Fiscal de Produtor, em que esses documentos são necessários para que possam futuramente oferecer o pescado para merenda escolar por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), além de fazer doações a instituições filantrópicas, subsidiadas pelo Programa de Aquisição de Alimentos, através da Companhia Nacional de Abastecimento. O próximo passo é obter o Selo de Inspeção Municipal — informou Jose Armando.

Ainda segundo o diretor, os participantes da Feira do Peixe que já trabalham com o manuseio do pescado, realizando limpeza, filetagem e o processamento, fazem a destinação correta dos resíduos. “É exatamente importante à destinação correta dos resíduos gerados. Durante a feira é deixado uma bombona de 50 litros para despejo dos resíduos, que serão levados para o contêiner refrigerado já disponibilizado pelo município, localizado no Mercado Municipal”, concluiu José Armando Barreto.


Folha 1

Nenhum comentário:

Postar um comentário