Preço da gasolina com diferença de até R$ 0,55 por posto em Campos - CMN - Campos Magazine News

News

quarta-feira, 17 de abril de 2019

Preço da gasolina com diferença de até R$ 0,55 por posto em Campos

A última pesquisa de preços realizada pela Agência Nacional do Petróleo (ANP) no postos de combustíveis de Campos, no início de abril, revela que a variação nos valores cobrados pelo litro da gasolina chega a R$ 0,55 no município. No entanto, a maior diferença nas bombas, de acordo com a ANP, está no preço do etanol, que pode variar até R$ 0,80 por litro. Também foi constatada diferenças nas cobranças do Gás Natural Veicular (GNV) e no diesel, no entanto, em uma proporção menor.
Foto: Genilson Pessanha
De acordo com a medição da ANP, o preço médio do litro da gasolina em Campos é de R$ 4,84, porém, o maior valor registrado foi de um posto no Parque São Caetano, com R$ 5,19. Já a opção mais em conta para os motoristas fica em Custodópolis, em Guarus, com R$ 4,64.

— Encher o tanque de uma vez está praticamente impossível. Qualquer variação faz muita diferença no bolso, por isso tem que pesquisar em vários lugares — disse o comerciante Carlos Silva Fernandes, de 38 anos, que estava na fila de um posto, ontem à noite, no Centro.

No entanto, a diferença é ainda maior quando o assunto é etanol e representa uma variação de até 23,8% de um posto para outro. Novamente, o mais caro entre todos os pesquisados é o posto do Parque São Caetano, com R$ 4,19 o litro, enquanto no Parque Rosário o álcool pode ser encontrado a R$ 3,39.

O posto do Parque São Caetano também aparece no topo da lista do GNV mais caro de Campos, com preço de R$ 3,59 por m³. O gás veicular mais barato, segundo a ANP, fica no Parque Rodoviário, com o valor de R$ 3,50 por m³.

O motorista de transporte por aplicativo Gilson Oliveira, de 41 anos, diz que o GNV é sua primeira opção, apesar de reajuste recente.

— Trabalho o dia inteiro e acabo gastando bastante com combustível. Para mim, o GNV ainda compensa mais. Não faz muito tempo que todos os postos aumentaram o preço, mas ainda assim continua melhor — declarou.

Preço do Gás - A CPI que investiga a crise fiscal fluminense, na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), informou ontem vai oficiar a ANP para que comprove que a atual fórmula de cálculo do preço do gás natural não prejudica a arrecadação do estado. Especialistas ouvidos pela comissão disseram que pode haver uma diferença que impacte no valor arrecadado pelo governo. 



Folha 1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tempo - Tutiempo.net