PRF detém dois homens suspeitos de comprarem produtos com cartões clonados em Campos - CMN - Campos Magazine News

News

quarta-feira, 29 de julho de 2020

PRF detém dois homens suspeitos de comprarem produtos com cartões clonados em Campos

(Fotos: Comunicação Social da 8ª Delegacia PRF)
Os dois homens foram abordados na BR-101 com roupas, sapatos e relógios. Em seus celulares, havia números de cartões de crédito de várias pessoas.

Equipes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) detiveram dois homens suspeitos de estelionato. O fato aconteceu na madrugada desta quarta-feira (29), por volta das 01h30, no km 78 da BR-101.

Segundo informações cedidas pela PRF, os agentes abordaram um carro de passeio — GM/Prisma com placa de São Paulo — e perguntaram aos dois ocupantes qual o motivo da viagem. Ambos teriam respondido que estavam voltando para São Paulo, após visitarem a mãe de um deles em Vila Velha. Contudo, os dois homens pareciam nervosos durante abordagem, o que levou os policiais a revistarem o veículo.

No carro, os policiais encontraram diversos objetos novos, sem uso: 2 tênis Riachuelo, 1 tênis nikeShox, 3 relógios smartchwacth Champion 1, 1 relógio Ártemis, 1 relógio Royal Offshire, 3 bermudas, 2 camisas Riachuelo, 1 máquina cartão PagSeguro, 1 iPhone 7, 1 Motorola Moto G e 2400 reais em espécie.

Eles, então, questionaram os homens a respeito da procedência dos pertences e ambos divergiram as respostas. Diante disso, os policiais verificaram os celulares dos suspeitos e encontraram centenas de números de cartões de crédito que, os próprios suspeitos confessaram, foram usados para obter vantagem ilícita. Eles compravam produtos de diversas lojas com cartões clonados.

Os policiais também verificaram que os dois homens ainda estavam envolvidos em uma negociação de venda de haxixe, mas nenhum entorpecente foi encontrado no veículo ou com os homens.

Os homens foram detidos por suspeita de crime de estelionato (art. 171, caput CP) e levados, junto aos materiais apreendidos, para a 134 Delegacia de Polícia do Centro de Campos, onde o caso está sendo investigado.





Jornal Terceira Via

Nenhum comentário:

Postar um comentário