Como lidar com o diagnóstico positivo do coronavírus? - CMN - Campos Magazine News

News

domingo, 10 de maio de 2020

Como lidar com o diagnóstico positivo do coronavírus?

Getty Images
Por mais assustador que possa ser saber que você está com COVID-19, é preciso manter a calma e aprender como lidar com o diagnóstico positivo do coronavírus. A tensão e a ansiedade não ajudarão em nada nesse momento, por isso é importante ter as principais informações em mãos e saber quais cuidados são necessários.

Embora a mídia divulgue o tempo todo os casos graves e números de mortes ao redor do mundo, vale ressaltar que uma análise dos dados oficiais da China, divulgada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), apontou que 80,9% dos casos confirmados da doença é leve. Isso quer dizer que são casos sem pneumonia ou com pneumonia branda.

A COVID-19 é uma doença causada pelo coronavírus SARS-CoV-2, que apresenta um quadro clínico que varia de infecções assintomáticas a quadros respiratórios graves. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a maioria dos pacientes com COVID-19 (cerca de 80%) podem ser assintomáticos e cerca de 20% dos casos podem requerer atendimento hospitalar por apresentarem dificuldade respiratória e desses casos aproximadamente 5% podem necessitar de suporte para o tratamento de insuficiência respiratória (suporte ventilatório).

No entanto, isso não quer dizer que você deva se descuidar, pois nunca se sabe como cada corpo irá reagir ao vírus. Acima de tudo, é preciso tomar cuidado com os grupos de riscos, como idoso e pessoas com hipertensão, diabetes, doenças cardiovasculares, doenças respiratórias crônicas ou câncer.

Além disso, outros estudos também apontam um dado que deve ficar no radar: os assintomáticos, ou seja, pessoas sem sintomas da doença, são responsáveis por dois terço das infecções da COVID-19. Portanto, é importante sim ter muito cuidado.

Como lidar com o diagnóstico positivo do coronavírus?

Embora todos estejam ansiosos e tensos com a situação, é primordial manter a tranquilidade e cuidar da saúde mental, que será de extrema importância para enfrentar a doença e se recuperar.

Os sintomas da COVID-19 podem variar de um simples resfriado até uma pneumonia severa. Sendo os sintomas mais comuns:

  • Tosse
  • Febre 
  • Coriza 
  • Dor de garganta
  • Dificuldade para respirar

A transmissão acontece de uma pessoa doente para outra ou por contato próximo por meio de: 
  • • Toque do aperto de mão;
  • • Gotículas de saliva;
  • • Espirro;
  • • Tosse;
  • • Catarro;
  • • Objetos ou superfícies contaminadas, como celulares, mesas, maçanetas, brinquedos, teclados de computador etc.

Caso você se sinta doente, com sintomas de gripe, evite contato físico com outras pessoas, principalmente idosos e doentes crônicos e fique em casa por 14 dias.

Só procure um hospital de referência se estiver com falta de ar.

Em caso de diagnóstico positivo para COVID-19, siga as seguintes recomendações:

  • Fique em isolamento domiciliar.
  • Utilize máscara o tempo todo.
  • Se for preciso cozinhar, use máscara de proteção, cobrindo boca e nariz todo o tempo.
  • Depois de usar o banheiro, nunca deixe de lavar as mãos com água e sabão e sempre limpe vaso, pia e demais superfícies com álcool ou água sanitária para desinfecção do ambiente.
  • Separe toalhas de banho, garfos, facas, colheres, copos e outros objetos apenas para seu uso.
  • O lixo produzido precisa ser separado e descartado.
  • Sofás e cadeiras também não podem ser compartilhados e precisam ser limpos frequentemente com água sanitária ou álcool 70%.
  • Mantenha a janela aberta para circulação de ar do ambiente usado para isolamento e a porta fechada, limpe a maçaneta frequentemente com álcool 70% ou água sanitária.

Caso o paciente não more sozinho, os demais moradores da casa devem dormir em outro cômodo, longe da pessoa infectada, seguindo também as seguintes recomendações:

  • Manter a distância mínima de 1 metro entre o paciente e os demais moradores.
  • Limpe os móveis da casa frequentemente com água sanitária ou álcool 70%.
  • Se uma pessoa da casa tiver diagnóstico positivo, todos os moradores ficam em isolamento por 14 dias também.
  • Caso outro familiar da casa também inicie os sintomas leves, ele deve reiniciar o isolamento de 14 dias. Se os sintomas forem graves, como dificuldade para respirar, ele deve procurar orientação médica.

Procure um serviço de saúde apenas se apresentar falta de ar. Essa é a orientação do Ministério da Saúde.





Ministério da Saúde

Nenhum comentário:

Postar um comentário