Mulher com suspeita de coronavírus é atendida em Campos - CMN - Campos Magazine News

News

quinta-feira, 12 de março de 2020

Mulher com suspeita de coronavírus é atendida em Campos

A Secretaria Municipal de Saúde de Campos confirmou, nesta quarta-feira (11), novo caso suspeito do coronavírus em Campos. Trata-se de uma mulher que foi atendida no Hospital Unimed.

Após colher material para exame, a mulher recebeu alta  e encontra-se em isolamento domiciliar. “O órgão está monitorando o caso. Até o momento, não há nenhum caso de coronavírus confirmado em Campos”, informou a Prefeitura através de nota.

O primeiro caso na cidade aconteceu no mês passado.E a paciente também foi uma mulher. Após exames, a contaminação pelo vírus foi descartada.

O Hospital Unimed informou que está estruturado para atender casos suspeitos do coronavírus.

Todo paciente com sintomas, mesmo sem viajar, será suspeito de coronavírus:

O secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis, informou nesta quarta-feira (11) que todos os casos suspeitos de coronavírus serão investigados desde que o paciente apresente sintomas. O teste para o vírus não será feito mais somente em pessoas que viajaram ou tiveram contato com quem viajou.

A medida ainda não está em vigor. "O ministério decidirá", explicou Gabbardo. Segundo ele, a prática deve vigorar quando for constatada a transmissão comunitária – denominação dada quando a transmissão ocorre entre pessoas que não viajaram para fora e nem tiveram contato com quem viajou.

 A mudança do critério na análise dos casos de suspeita de coronavírus foi motivada pela declaração da Organização Mundial de Saúde (OMS) que declarou pandemia de Covid-19, nesta quarta.

Segundo a OMS, uma pandemia é a disseminação mundial de uma nova doença. É um termo usado com mais frequência em referência à gripe e geralmente indica que uma epidemia se espalhou para dois ou mais continentes com transmissão sustentada de pessoa para pessoa.

"Com a pandemia, o que significa? Que o vírus está circulando, se não está no Brasil, agora vai começar nos próximos dias. E ele estando circulando internamente no país, não tem mais porque fazer essa distinção, no diagnóstico, essa distinção de pessoas que estiveram viajando e pessoas que estão no Brasil", apontou Gabbardo.

Conforme informações da assessoria do Ministério da Saúde, atualmente, no Brasil, são considerados suspeitos:

Pessoas que chegarem de fora do país com sintomas como febre e problemas respiratórios

Quem mantiver contato com este viajante suspeito

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o número de pacientes infectados pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2), de mortes e de países atingidos deve aumentar.





Campos 24 Horas

Nenhum comentário:

Postar um comentário