Concurso Marinha: inscrições abertas para 551 vagas em diversos Estados - CMN - Campos Magazine News

News

sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

Concurso Marinha: inscrições abertas para 551 vagas em diversos Estados

Oportunidades no concurso Marinha são destinadas a candidatos de níveis fundamental e médio/técnico. Além do DF, há chances em SP, RJ, ES, BA, RN, CE, AL, PE, PB, PA, SC, RS, MS, MT, PR e AM
Estão abertas as inscrições para o concurso da Marinha destinado a preencher 551 vagas temporárias para o Serviço Militar Voluntário (SMV) como praça de segunda classe. Foram divulgados editais pelos nove Distritos Navais do país.

Serão selecionados profissionais de ambos os sexos para cargos de níveis fundamental e médio/técnico, com salários de R$ 2.320 e R$ 3.380, respectivamente. As chances são voltadas a candidatos com idade entre 18 e 44 anos.

Há vagas nas áreas de edificações, eletrônica, eletrotécnica, mecânica, metalurgia, química, marcenaria, enfermagem, higiene dental, prótese dentária, radiologia médica, farmácia, patologia clínica, motorista, barbeiro, administração, processamento de dados, refrigeração e climatização, manutenção automotiva, manutenção de máquinas navais, estruturas navais, telecomunicações, nutrição e dietética, eletricista, soldador, motores, administração hospitalar e contabilidade.

Os editais têm oportunidades no Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia, Rio Grande do Norte, Ceará, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Pará, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Distrito Federal, São Paulo, Paraná e Amazonas.

Como se inscrever

Com taxa de R$ 46, as inscrições para o concurso Marinha vão té 15 de dezembro. Os candidatos devem acessar o site www.marinha.mil.br e selecionar o Distrito Naval de seu interesse. São eles:
  • 1º Distrito Naval (Rio de Janeiro, Espírito Santo e sudeste de Minas Gerais)
  • 2º Distrito Naval (Bahia, Sergipe e norte e sudoeste de Minas gerais)
  • 3º Distrito Naval (Pernambuco, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba e Alagoas)
  • 4º Distrito Naval (Pará, Amapá, Maranhão e Piauí)
  • 5º Distrito Naval (Rio Grande do Sul e Santa Catarina)
  • 6º Distrito Naval (Mato Grosso e Mato Grosso do Sul)
  • 7º Distrito Naval (Distrito Federal, Tocantins e Goiás)
  • 8º Distrito Naval (São Paulo, Paraná e sul de Minas Gerais)
  • 9º Distrito Naval (Amazonas, Rondônia, Acre, Roraima)

Concurso Marinha: o que vai cair na prova

Marcada para 22 de março, a prova objetiva cobrará a resolução de 50 questões de múltipla escolha sobre língua portuguesa e conhecimentos militares-navais. As demais etapas incluem:
  • verificação de documentos;
  • inspeção de saúde;
  • teste físico;
  • e análise de títulos.

Situação após a incorporação

Após a conclusão de todas as provas do concurso Marinha, os participantes habilitados para o SMV cumprirão estágio inicial, dividido em duas etapas, ao longo de 12 meses.

Os aprovados na primeira fase, que consiste na instrução militar-naval e tem duração de 60 dias, serão promovidos a marinheiro especializado (cargos de nível fundamental) e cabo (ensino médio/técnico).

O período de treinamento restante será destinado à aplicação de conhecimentos técnico-profissionais na Organização Militar escolhida pelos marinheiros e cabos para servir.

Segundo os editais, os praças temporários poderão permanecer por até oito anos na Marinha. A renovação do tempo de serviço ocorre anualmente, a critério de cada Distrito Naval.

O JC Concursos disponibiliza mais detalhes sobre o processo seletivo, como cronograma e conteúdo programático, na página do concurso Marinha  Dicas de estudo para o concurso Marinha Sobre Marinha - Marinha do Brasil

Marinha do Brasil pertence as Forças Armadas do Brasil e é responsável por conduzir operações navais. É a maior da América do Sul e da América Latina e a segunda maior da América, depois da Marinha dos Estados Unidos.

A Marinha esteve envolvida na guerra de independência do Brasil. Por volta de 1880, a Armada Imperial Brasileira era a mais poderosa da América do Sul. Após a rebelião naval de 1893, houve um hiato em seu desenvolvimento, até 1905, quando o Brasil adquiriu dois dos dreadnoughts mais poderosos e avançados da época, o que provocou uma corrida armamentista naval com as nações vizinhas, sobretudo a Argentina e Chile. A Marinha do Brasil participou na Primeira Guerra Mundial e na Segunda Guerra Mundial, participando de patrulhas anti-submarinos no Atlântico.



Fonte: JCConcursos 

Nenhum comentário:

Postar um comentário