Cão adotado após ser abandonado na rua leva alianças em casamento - CMN - Campos Magazine News

News

sábado, 19 de outubro de 2019

Cão adotado após ser abandonado na rua leva alianças em casamento

Segundo a noiva, a escolha veio porque as alianças precisavam ser entregues por alguém especial. Cerimônia aconteceu no último mês em Cabo Frio.

Em uma cerimônia de casamento é importante que as alianças sejam levadas até o altar por alguém especial. No casamento da Raquel Toteloti e do Patrick Lopes, não foi diferente. O responsável por essa função foi o Tito, cachorro da irmã da noiva que foi adotado após ser abandonado na rua.

"Levar as alianças é uma coisa simbólica, tem que ser alguém especial e ninguém mais especial que o Tito", disse Raquel.
Tito foi vestido a caráter para o casamento em Cabo Frio, no RJ  — Foto: Sara Toteloti/Arquivo pessoal
O casamento foi realizado no dia 14 de setembro em Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio. Segundo Raquel, a ideia veio porque ela é muito apaixonada pelo cachorro e queria algo diferente.

Tito levou as alianças acompanhado pela "mãe", Sara Toteloti, e ao som de um das músicas do filme "O Rei Leão". Os anéis foram presos em uma fita que estava no pescoço de Tito, que foi vestido a caráter, de paletó e gravata.

"Eu acompanhei ele até uma parte e depois a Raquel falou 'vem pra titia, vem', e ele foi correndo até ela", explicou Sara.

Raquel conta que Tito odeia coleira e não suporta tirar foto, o que a levou a ficar com medo de tudo dar errado.

"Achei que ele ia ficar nervoso, e ele também não está acostumado com tanta gente, mas ele se comportou muito bem, entregou as alianças direitinho", relatou Raquel.
Tito foi adotado por toda a família de acordo com Sara — Foto: Sara Toteloti/Arquivo pessoal
Sara contou que sua irmã sempre dizia que queria que Tito fosse o responsável por levar as alianças, mas não acreditava.

"Quando estava faltando 15 dias pro casamento ela veio me perguntar se eu tinha comprado a roupa dele, e eu 'mas e as crianças?', ai ela disse 'não, eu falei que o Tito vai entrar com as alianças e ele vai'", disse Sara.

Tito entrou na família em 24 de março de 2018, quando foi adotado por Sara em uma feira de adoção após ter sido abandonado na rua. De acordo com Sara, o cachorro veio em um momento difícil na vida dela e a ajudou.

"Passei pela feira de adoção, vi o Tito e fiquei apaixonada. Sabe aquela coisa que você sente?", explicou.







 G1 Região dos Lagos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tempo - Tutiempo.net