Ebola já tem cura, afirmam cientistas - CMN - Campos Magazine News

News

sexta-feira, 23 de agosto de 2019

Ebola já tem cura, afirmam cientistas

Medicina agora é capaz de salvar 90% dos infectados com o vírus Ebola

 Foto: Shutterstock
As análises foram realizadas durante o surto na República Democrática do Congo, que já conta com quase 2 mil mortes desde agosto de 2018.

Combate ao ebola

Os pesquisadores esperam que, com esta notícia, a população passe a acreditar mais na cura da doença, especialmente em países com maior índice de casos.

Isso porque, segundo eles, grande parte das mortes ocasionadas pelo ebola se dá pela falta de informação acerca da doença e também pelo medo do tratamento. Afinal, os cientistas estimam que cerca de 70% dos pacientes que recorriam aos tratamentos até então acabavam falecendo.

Segundo informações do jornal The Guardian, unidades de tratamento do ebola na República Democrática do Congo, nação mais atingida pela doença, já estão utilizando os anticorpos.

De acordo com Jeremy Farrar, co-presidente da Organização Mundial da Saúde para o Ebola, "quanto mais aprendermos sobre esses dois tratamentos, mais perto estaremos de transformar o ebola de uma doença terrível em uma doença que pode ser prevenida e tratada. Nunca nos livraremos do ebola, mas devemos ser capazes de impedir que esses surtos se transformem em grandes epidemias nacionais e regionais".

O que é Ebola?

Ebola é uma doença causada por um vírus de mesmo nome, e seu principal sintoma é a febre hemorrágica, que causa sangramentos em órgãos internos. O vírus é nativo da África, onde surtos esporádicos ocorrem ao longo de décadas.

O ebola é transmitido pelo contato direto com o sangue, fluidos corporais e tecidos de animais ou pessoas infectadas. Pacientes gravemente doentes requerem tratamento de suporte intensivo. Durante um surto, aqueles com maior risco de infecção são os profissionais de saúde, familiares e outras pessoas em contato próximo com pessoas doentes e pacientes falecidos.

O vírus Ebola foi descoberto em 1976 e acontecem surtos esporádicos desde então. 



Minha Vida

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tempo - Tutiempo.net