Cidades do Norte Fluminense registram aglomerações em festas clandestinas de carnaval - CMN - Campos Magazine News

News

terça-feira, 16 de fevereiro de 2021

Cidades do Norte Fluminense registram aglomerações em festas clandestinas de carnaval

Fiscalização precisou dispersar bloco clandestino que estava prestes a sair 
em Farol de São Thomé — Foto: Reprodução/Redes sociais


O fim de semana foi de muito trabalho para os agentes de fiscalização de algumas cidades do Norte Fluminense. Devido à pandemia da Covid-19, o carnaval deste ano foi cancelado, no entanto, mesmo com as determinações, festas com aglomerações foram registradas em, pelo menos, três cidades da região: Campos dos Goytacazes, São Francisco de Itabapoana e São João da Barra.


Em Campos, a Prefeitura ainda não divulgou o balanço das operações de fiscalização, mas um bloco clandestino que estava prestes a sair foi desarticulado pela Guarda Municipal em Farol de São Thomé, localidade que registrou uma grande aglomeração.


A Vigilância Sanitária do município, junto com a secretaria de Segurança Pública, equipes de fiscalização da Guarda Civil municipal e subsecretaria de Posturas, continuam atuando durante estes dias de Carnaval na barreira sanitária montada na entrada da praia de Farol de São Thomé, segundo a Prefeitura.


Além disso, a Segurança Pública e a Postura também estão atuando na orla da praia campista, evitando que motoristas estacionem no local e evitando aglomeração, em cumprimento as normas do Ministério da Saúde. Toda a extensão da orla foi sinalizada com placas de “proibido estacionar”.


Em São Francisco de Itabapoana, o balanço final da operação será divulgado na quinta-feira (18), mas, de acordo com o Departamento de Fiscalização, diversos veículos já foram multados, caixas de som apreendidas e bares notificados e multados.


Na noite de domingo (14), inclusive, centenas de pessoas se aglomeraram próximo à faixa de areia na Praia de Guaxindiba. O grupo foi dispersado, segundo a fiscalização.


De acordo com a Prefeitura de São Francisco de Itabapoana, caso haja resistência ao cumprimento das medidas no município, que passaram a vigorar no último dia 5, o responsável pelo comércio ou infratores poderão ser encaminhados à 147ª DP. Há ainda a previsão de multa para o estabelecimento comercial, podendo variar de R$ 602 a R$ 12.040, e suspensão e cassação do alvará de funcionamento.


Em São João da Barra, de sexta-feira (12) a domingo (14), foram registradas 62 notificações de veículos, 46 por som alto e 16 por tráfego na faixa de areia, além de 14 festas interrompidas, segundo a Prefeitura.


Em caso de flagrante de descumprimento de decretos, a população pode realizar denúncias através do 190, da PM, ou do 153, da GCM.













 Fonte: G1 — Norte Fluminense

Nenhum comentário:

Postar um comentário