Sem leitos de UTI para Covid na rede pública, dobra na Justiça o número de pedidos por vagas em hospitais do RJ - CMN - Campos Magazine News

News

segunda-feira, 7 de dezembro de 2020

Sem leitos de UTI para Covid na rede pública, dobra na Justiça o número de pedidos por vagas em hospitais do RJ

 Taxa de ocupação de leitos de UTI dedicados à Covid na rede SUS está em 92%. Nas enfermarias, percentual também é alto (88%). 

Divulgação

Com o aumento no número de casos de Covid em todo o estado do Rio e poucos leitos disponíveis, muitas pessoas têm recorrido à Justiça para conseguir uma vaga em uma UTI, principalmente na capital.


Só em novembro, durante o plantão noturno, foram 36 ações judiciais com pedidos de transferência para unidades hospitalares dedicadas à Covid. Esse número é o dobro do registrado em outubro.


A ocupação de leitos de UTI dedicados à Covid na rede SUS já beira o limite. Na capital, a taxa está em 92%, e nas enfermarias, em 88%.


De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, responsável pela regulação dos leitos, 452 pessoas aguardam transferência para leitos de Covid no estado do Rio — 204 para enfermaria e 248 para UTI.


No domingo (6), o estado do Rio chegou a 23.131 óbitos e 371.075 casos de Covid-19.


Sobrecarga dos profissionais


Além dos poucos leitos, o número de profissionais dedicados ao tratamento da Covid diminuiu nos últimos meses. Os que continuam na linha de frente estão sobrecarregados e temem um colapso do sistema se nada for feito.


“A gente tá vivendo um momento em que o corpo clínico, não só médico, mas de enfermagem e fisioterapia, está vindo de uma guerra de 8 meses. É um grupo já bastante cansado. O número de casos vai continuar aumentando. Não vai ter emergência que dê conta de tanto caso. Não tem sistema de saúde que suporte isso", diz o médico André Casarsa Marques.















Bom Dia Rio 

Nenhum comentário:

Postar um comentário