Cometa Neowise atinge aproximação máxima da Terra nesta quinta - CMN - Campos Magazine News

News

quinta-feira, 23 de julho de 2020

Cometa Neowise atinge aproximação máxima da Terra nesta quinta

O cometa Neowise passa agora pelos céus da Terra e brasileiros de todas as parte podem ter sua chance de avistá-lo nos céus, atingindo sua aproximação máxima nesta quinta-feira (23).
Cometa Neowise - Imagem: Divulgação - Crédito Miloslav Druckmuller (Brno University of Technology)
O cometa Neowise, descoberto em março deste ano pela NASA, está passando pela Terra e agora atingirá sua proximidade máxima com a Terra nessa quinta-feira (23). Inicialmente, não se esperava que o hemisfério sul pudesse ver esse fenômeno astronômico que só acontecerá novamente daqui 6.800 anos. Contudo, a trajetória do cometa se mostrou complacente para nós brasileiros, permitindo que habitantes de todas as partes do Brasil consigam vê-lo em diferentes datas.

Habitantes do Norte e Nordeste do Brasil já puderam ver o cometa a partir do dia 21, enquanto o sudeste do Brasil esperou até o dia 22 para o cometa chegar aos céus. Cidades como Belo Horizonte e Brasília já marcaram a visita do cometa em sua vista.. Os sulistas só poderão avistar o Neowise no dia 26 de julho. O ponto mais próximo da Terra será nesta quinta 23, e será visível principalmente na região sudeste do Brasil, com apenas 103 milhões de quilômetros de distância do nosso planeta.

Porém, efetivamente ver o cometa não é tão simples, é necessário uma condição climática favorável e vale lembrar que ao se tratar de um fenômeno astronômico, muitas coisas são imprevisíveis. Como por exemplo, não se tem plena certeza do local exato de aparição do cometa nos céus do Brasil, mas se deve olhar para o noroeste logo após o pôr do sol para ter a chance de avistar o cometa. Porém, devido a luminosidade das grandes cidades, recomenda-se utilizar binóculos para avistá-lo. Busque uma estrela com uma "cauda luminosa" nos céus.

C/2020 F3, como é seu nome científico, é mais um cometa tipicamente feito de gases, poeira cósmica e gelo. Esses cometas são formados no chamado disco rotativo de matéria (disco protoplanetário) que orbita em torno de uma estrela. Nesse mesmo disco outros corpos também se formam, como asteroides e até mesmo planetas.




Oficina da Net

Nenhum comentário:

Postar um comentário