Bebê de cinco meses morre após ser esquecido pela mãe dentro de carro - CMN - Campos Magazine News

News

quarta-feira, 8 de julho de 2020

Bebê de cinco meses morre após ser esquecido pela mãe dentro de carro

Reprodução
Foi enterrado na tarde desta terça-feira (7), o corpo do bebê de cinco meses que morreu segunda, após ser esquecido pela mãe dentro do carro, que ficou estacionado na garagem da residência por aproximadamente seis horas. O caso aconteceu no bairro Horto em Macaé.

De acordo com a perícia do Instituto Médico Legal (IML) de Macaé, o bebê, que completaria cinco meses na próxima sexta-feira (10), morreu de asfixia por hipóxia – quando há falta de oxigenação no cérebro e nos órgãos.

De acordo com as primeiras informações, a mãe teria saído com a criança e retornado pra casa ao meio dia. Por volta das 18h o pai do menino chegou e viu que ele estava na cadeirinha, dentro do carro com os vidros fechados. O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas ao chegar ele já estava sem vida.

O bebê foi sepultado na tarde desta terça-feira no Cemitério Memorial Mirante da Igualdade.

O caso foi registrado na 123ª Delegacia de Polícia de Macaé

Delegado diz que morte de bebê esquecido em carro é tratado como homicídio culposo

A Polícia Civil da 123ª Delegacia de Polícia de Macaé trata como homicídio culposo, quando não há intensão de matar, o caso do bebê de quatro meses, que morreu na tarde dessa segunda-feira (06), no bairro Horto, depois de ter sido esquecido pela mãe dentro do carro, na garagem da casa.

De acordo com o delegado titular da 123ª DP, Evaristo Pontes Magalhães, a mãe está sob efeito de remédios e ainda não foi ouvida. Ele disse saber que a mãe passa por tratamento.

Estamos tratando inicialmente, como homicídio culposo. Ela estava em tratamento psiquiátrico e não falamos ainda com ela, até pela questão da criança ter vindo a óbito e depois enterro. Estamos esperando o laudo da necrópsia, mas o que se presume é que a criança tenha vindo a óbito devido a ter ficado um longo período dentro do carro — disse o delegado ao ressaltar que nenhum laudo foi divulgado oficialmente apontando a causa da morte.

Segundo o site O Debate - Diário de Macaé, a mãe estaria em tratamento de depressão pós-parto e a empresa em que ela trabalha teria se posicionado, dizendo que ela estava em licença para o tratamento.

O corpo do bebê foi sepultado na tarde de terça-feira (07), no cemitério Memorial Mirante da Igualdade, sob forte comoção. Amigos e pessoas próximas consolaram a família, que estava em choque. O menino era o primeiro filho do casal.








Fonte: Expresso Campista | Folha 1

Nenhum comentário:

Postar um comentário