Cada metro de distância reduz risco de contágio da COVID-19 - CMN - Campos Magazine News

News

segunda-feira, 15 de junho de 2020

Cada metro de distância reduz risco de contágio da COVID-19

Segundo uma pesquisa, o afastamento social pode diminuir pela metade as chances de transmissão do novo coronavírus

Medidas de distanciamento social já vêm sendo tomadas em todo o Brasil desde o início da pandemia do novo coronavírus. A redução do número de pessoas em ônibus, ruas e escritórios se tornou uma realidade em diversas partes do país. Junto com o uso da máscara, manter-se afastado dos outros é um dos principais meios de reduzir os riscos de transmissão do vírus.

Reforçando a importância dessa ação, um estudo publicado na revista científica The Lancet observou que, apesar da Organização Mundial da Saúde (OMS) indicar que o distanciamento entre as pessoas deve ser de, pelo menos, um metro, o afastamento social pode ser ainda mais eficaz a cada centímetro adicionado nesta conta.

A pesquisa contou com a análise de 172 estudos, todos realizados em 16 países diferentes. Os cientistas puderam concluir que, em até um metro de distância, o risco de infecção pelo vírus é de 13%. E essa porcentagem pode cair pela metade a cada metro de afastamento.

Importância do distanciamento

De acordo com os pesquisadores, ao se manter dois metros longe de alguém, as chances de contaminação ficam entre 6% e 7%. Apesar do risco ainda existir, a redução considerável na taxa pode fazer muita diferença para diminuir o número de infectados pelo novo coronavírus.

Outro resultado obtido pode confirmar a importância do uso da máscara de proteção. O estudo revelou que, quando alguém fica a menos de um metro de distância de outra pessoa, o risco de contaminação sobe para 17%. Porém, se ambas estiverem usando máscaras, esse número pode diminuir para 3%.

Embora as chances de infecção possam ser diminuídas, outros cuidados devem ser tomados para prevenir o contágio da COVID-19, como a higienização correta das mãos e evitar lugares com aglomerações. Por fim, o isolamento social continua sendo o principal meio de prevenção.

Como usar a máscara de forma correta

O Hospital Albert Einstein, referência no atendimento aos pacientes com COVID-19, em São Paulo, compartilhou algumas dicas de uso adequado das máscaras de proteção:

  • Antes de colocar a máscara, higienize adequadamente as mãos
  • Coloque a máscara sobre o nariz e a boca, tomando cuidado para não deixar espaços entre a pele e a máscara
  • Mesmo com a máscara, procure tossir ou espirrar sobre um lenço descartável
  • Mantenha as mãos higienizadas e evite tocar a máscara
  • Troque a máscara quando ela estiver úmida
  • Nunca reutilize uma máscara descartável
  • Sempre remova a máscara pelas cordinhas e nunca toque na parte da frente, que cobre o rosto
  • Quando for removê-la, coloque-a em um saco plástico e volte a higienizar as mãos





Minha Vida

Nenhum comentário:

Postar um comentário