Famosos consolam mãe de Jorge Fernando em velório do ator e diretor no Rio - CMN - Campos Magazine News

News

terça-feira, 29 de outubro de 2019

Famosos consolam mãe de Jorge Fernando em velório do ator e diretor no Rio

Marieta Severo com a mãe de Jorge Fernando, Hilda Rebello Foto: Pablo Jacob / Pablo Jacob
Claudia Raia, Xuxa, Rafa Vitti, Regina Casé, Otaviano Costa e Flávia Alessandra foram alguns dos artistas presentes na manhã desta terça-feira na Sala Marília Pêra, no Teatro Petra Gold, onde acontece o velório do diretor Jorge Fernando, que morreu após sofrer uma parada cardíaca na noite do último domingo, aos 64 anos.

A atriz Marieta Severo cumprimentou a mãe de Jorge Fernando, a também atriz Hilda Rebello, de 95 anos. Dona Hilda chegou na cerimônia de cadeira de rodas e soube da morte do filho na segunda-feira através da filha e irmã do diretor, Maria Rebello.
Foto: Pablo Jacob
Também se despediram do diretor o ator Ronnie Marruda, o autor de novelas Walcyr Carrasco, que assina ''A dona do pedaço'' e o diretor Marcelo Zambelli, que trabalhou com Jorginho, como era conhecido, em ''Verão 90'', seu último trabalho.

Sobrinha de Jorge Fernando, Maria Carol prestou homenagem ao tio com uma camisa personalizada em que se lia "Written and directed by Jorge Fernando" (Escrita e dirigida por Jorge Fernando, em tradução livre).

O velório do corpo do ator e diretor foi aberto ao público às 8h30 desta terça. Das 10h ao meio-dia, a despedida será fechada somente para parentes e amigos próximos.

O corpo do artista será cremado às 13h desta terça-feira na Capela Ecumênica do Cemitério da Penitência, no Caju, na Zona Portuária do Rio. O velório também seria realizado no cemitério, porém o local foi alterado na tarde de segunda-feira.

Diretor faleceu no domingo após parada cardíaca

Jorge Fernando estava internado no Copa Star, em Copacabana. Segundo um amigo da família, o diretor deu entrada no hospital na parte da tarde após se sentir mal.

Em nota oficial, o hospital Copa Star afirmou que a parada cardíaca sofrida por Jorge Fernando se deu por conta de uma dissecção de aorta completa e que, apesar dos esforços, não foi possível reverter o quadro. Jorginho, como era conhecido entre amigos e colegas de profissão, ficou 20 dias internado para tratar uma inflamação no pâncreas, em 2016, e sofreu um acidente vascular cerebral em janeiro de 2017. Desde então, lutava para superar as sequelas que ficaram após o AVC.







Extra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tempo - Tutiempo.net