Campanha de Vacinação contra o sarampo começa nesta segunda (7) - CMN - Campos Magazine News

News

segunda-feira, 7 de outubro de 2019

Campanha de Vacinação contra o sarampo começa nesta segunda (7)

Nesta primeira etapa, que vai até 25 de outubro, o público-alvo da campanha são crianças não vacinadas, a partir de seis meses a menores de 5 anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias).

Seguindo determinação do Ministério da Saúde, a Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) vai iniciar no próximo dia 7 de outubro, a Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo em 2019. Nesta primeira etapa, que vai até 25 de outubro, o público-alvo da campanha são crianças não vacinadas, a partir de seis meses a menores de 5 anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias). O Dia D para esse grupo está programado para 19 de outubro. 

Já a segunda etapa da vacinação começa em 18 de novembro como público-alvo para adultos jovens não vacinados, na faixa etária de 20 a 29 anos. O Dia D para esse grupo será em 30 de novembro. A ação estará em cerca de 40 salas de vacinação, das 8h às 17h.

A diretora da Vigilância em Saúde, Andreya Moreira, destaca que a priorização do grupo da primeira etapa é por conta da incidência da doença nesta faixa etária no país. 

— É importante ressaltar que em Campos não há casos confirmados de sarampo desde 2007, quando foi implementado no município o Sinan (Sistema de Informação de Agravos de Notificação). Mas temos que continuar vigilantes. A primeira etapa será com crianças menores de 5 anos, na segunda,em adultos jovens. As salas de vacinas do município estão com estoque para atender a demanda — conta Andreya.

A Vigilância em Saúde informa que o indivíduo deve adiar a vacinação em caso de quadro febril agudo grave e gestação. Não vacinar caso seja portador de câncer; tenha imunodeficiência adquirida que estejam sintomáticos(exceto casos com autorização médica); tuberculose; distúrbios sanguíneos; em uso de medicamentos imunossupressores; deterioração severa da função renal e cardíaca;após administração de gamaglobulina e transfusão sanguínea. A Vigilância em Saúde ressalta que o cuidado maior a ser inspirado e? com os pacientes alérgicos a proteína do leite, as reações aos alérgicos a ovo são menores.






Supcom

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tempo - Tutiempo.net