Marcação e cancelamentos de consultas por SMS em Campos - CMN - Campos Magazine News

News

terça-feira, 24 de setembro de 2019

Marcação e cancelamentos de consultas por SMS em Campos

A secretaria de Saúde de Campos lançou oficialmente, na manhã desta terça-feira (24), o programa Marca Fácil, cujas atividades foram iniciadas no mês de agosto. A iniciativa visa facilitar a marcação de consultas e exames por meio do serviço de SMS, a partir de consulta prévia e cadastramento do paciente em Unidades Básicas de Saúde do município. 

O objetivo do Marca Fácil é acabar com as filas nas unidades hospitalares de Campos. O usuário receberá todas as informações, como confirmação e cancelamento da marcação, pelo celular. 

O programa foi apresentado em coletiva de imprensa na sede da Prefeitura de Campos. Participaram da mesa, entre outros, o secretário de Saúde; a vice-prefeita Conceição Sant'Anna, representando o prefeito, Rafael Diniz, que está em Brasília; o subsecretário de Saúde, Sávio Sabóia; e a subsecretária de Atenção Básica, Cíntia Ferrini, que apresentou o Marca Fácil.

— Esse sistema, especificamente, começou a ser implantado na Atenção Básica, que é o maior volume de atendimento que a gente tem na rede. A partir da Atenção Básica, a gente consegue, de fato, reduzir os problemas de saúde que a população tem como um todo. É importante frisar, também, que esse processo novo não trouxe custos maiores para o município. O que nós fizemos foi organizar o processo, tendo como prioridade retirar as pessoas, nas madrugadas, de filas. Essas pessoas pegam chuva, frio, calor, sol escaldante por conta dos dias de marcação, principalmente na rede hospitalar, em que elas se locomoviam de seus distritos para, talvez, conseguir uma vaga para uma consulta ou exame especializado — detalhou Cíntia.

A subsecretária destacou que a intenção do programa é que as marcações de consultas e exames especializados aconteçam por meio das UBS’s, que serão o vínculo entre o paciente e a unidade hospitalar para a qual ele será encaminhado após a avaliação na unidade básica. “Essa própria unidade faz a inserção, o pedido, e o paciente recebe o agendamento”, ressaltou Cíntia.

— Como funcionam as solicitações descentralizadas? Qualquer morador do município, esteja onde estiver, pode fazer a solicitação, tanto de consulta quanto de exame, a partir da Unidade Básica de Saúde mais próxima à sua residência. Não precisa se deslocar para um hospital da rede terceirizada nem da rede própria. Esse procedimento pode ser realizado em qualquer UBS no período de atendimento normal, que é das 8h às 17h. Então, ele não precisa ir de madrugada para fazer a solicitação. Ele vai ser acolhido e sua demanda vai ser registrada no sistema — complementou.

Para realizar essas marcações, é preciso que o paciente tenha o cadastro adequado, com endereço, telefone, nome completo e demais informações necessárias à ficha. Em relação a quem não utilizam aparelho celular ou more em uma região sem sinal telefônico, Cíntia disse que, como a pessoa estará vinculada a uma UBS perto de sua casa, a gestão da unidade entrará em contato com o usuário para passar informações referentes às marcações.

— E se tiver um paciente oncológico, um paciente que faça hemodiálise ou qualquer tipo de atendimento em qualquer unidade, seja da rede própria ou terceirizada, ele não precisa retornar para fazer o reagendamento. Naquela própria unidade especializada em que é atendido, ele também tem a garantia da sua solicitação feita via sistema. Não precisa ficar indo e vindo — assegurou Cíntia.




Folha 1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tempo - Tutiempo.net