Com recorde de público no Beira-Rio, Inter vence Nacional por 2 a 0 e carimba vaga nas quartas de final da Libertadores - CMN - Campos Magazine News

News

quarta-feira, 31 de julho de 2019

Com recorde de público no Beira-Rio, Inter vence Nacional por 2 a 0 e carimba vaga nas quartas de final da Libertadores

Os 90 minutos de jogo na noite desta quarta-feira foram meramente protocolares. Com superioridade total sobre o Nacional, o Inter venceu o time uruguaio por 2 a 0 em um Beira-Rio com recorde de público e carimbou a vaga nas quartas de final da Libertadores. Apesar de inúmeras chances criadas – e duas anulações –, somente Rodrigo Moledo e Guerrero acertaram o alvo e garantiram o triunfo colorado.

Como fica

Nas quartas de final, o Inter enfrenta o vencedor do confronto entre Flamengo e Emelec. Na primeira partida, no Equador, o Rubro-Negro perdeu por 2 a 0 e precisa reverter a vantagem a partir das 21h30 desta quarta-feira, no Maracanã. As datas ainda não foram confirmadas, mas o time gaúcho faz a segunda partida no Beira-Rio.

Primeiro tempo

Nem parecia que o Nacional precisava vencer. O Inter mostrou a força que tem no Beira-Rio e dominou a partida. Aos nove minutos, Nico López já obrigava Mejía a fazer uma boa defesa. Só que aos 16 não teve jeito. D’Alessandro cobrou escanteio na cabeça de Rodrigo Moledo, que sequer precisou pular para abrir o placar. Aos 32 e aos 35, Mejía saiu nos pés de Patrick e Nico para evitar o segundo. Os donos da casa ainda tiveram dois gols anulados por impedimentos de Uendel e Nico, em gols do uruguaio. O Nacional foi para o vestiário no lucro.

Segundo tempo

Como se esperava, o Inter atraiu o Nacional para seu campo em uma ação controlada. E nos contra-ataques voltou a amassar o time uruguaio. D’Alessandro e Guerrero, duas vezes, perderam chances de ampliar. Aos 26, Nonato finalizou à esquerda de Mejía. Sobis perdeu outro gol aos 34. E quando tudo se encaminhava para uma vitória simples, Guerrero aumentou a vantagem no último lance da partida.

Moledo 150

Na noite em que completou 150 jogos em suas três passagens pelo Inter, Rodrigo Moledo premiou e foi premiado. Antes da partida, recebeu uma placa em relação ao feito das mãos do presidente Marcelo Medeiros. Em campo, precisou de apenas 16 minutos para testar no fundo do gol do Nacional e garantir ainda mais a classificação colorada.

Celebrações para D’Alessandro

O argentino fez seu 57º jogo por competições internacionais com a camisa do Inter e se isolou como recordista em partidas deste tipo. O camisa 10 também deixou Luiz Carlos Winck para trás e se tornou o quarto jogador com mais partidas na história do clube. O jogo contra o Nacional foi o de número 454. Ainda, celebrou 11 anos vestindo a camisa vermelha. De quebra, deu assistência para o gol de Moledo.

Há 18 jogos sem marcar, Nico López não conta com a ajuda nem do destino. De boa atuação nesta quarta, o uruguaio fez dois gols no primeiro tempo. Mas o assistente anulou os dois por impedimento. Na revisão do VAR, as infrações foram confirmadas. Acabou substituído aos 18 minutos do segundo tempo.

A torcida colorada prometeu e cumpriu. Todos os prognósticos de público apontavam para nova quebra de recorde do Beira-Rio desde sua reforma para a Copa do Mundo, em 2014. Em 3 de abril, 47.012 pessoas assistiram ao empate em 2 a 2 com o River Plate, pela fase de grupos da Libertadores. Nesta quarta, o estádio registrou 48.530 torcedores.



globo esporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tempo - Tutiempo.net