Papeleira é destruída no Centro em menos de 24horas após instalação - CMN - Campos Magazine News

News

sábado, 1 de junho de 2019

Papeleira é destruída no Centro em menos de 24horas após instalação

Cerca de 35 papeleiras são destruídas, por mês, em média, e cada uma custa cerca de R$ 150, o que totaliza R$ 5.250, recurso que poderia estar sendo utilizado em outro serviço para benefício da população.
Foto: Divulgação
No mesmo dia em que a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Ambiental (SMDA) instalou novas papeleiras na Praça do Santíssimo Salvador nesta sexta-feira (31) dentro do projeto de revitalização “Viva o Centro”, o órgão já registrou caso de vandalismo. À noite, uma das papeleiras foi encontrada destruída, o que configura crime contra o patrimônio público. O fato está sendo apurado.  De acordo com o secretário Leonardo Barreto, cerca de 35 papeleiras são destruídas, por mês, em média, e cada uma custa cerca de R$ 150, o que totaliza R$ 5.250, recurso que poderia estar sendo utilizado em outro serviço para benefício da população. Neste sábado (1º), como já havia material para reposição, a lixeira foi substituída novamente. 

Segundo o secretário Leonardo Barreto, a instalação de papeleiras visa manter a cidade mais limpa incentivando a população a fazer o descarte correto de lixo. “Toda sociedade precisa zelar pelo patrimônio. São recursos públicos, dinheiro do contribuinte. Para evitar danos como este da papeleira, estamos elaborando junto à Superintendência de Postura uma cartilha educativa com todas as informações e regulamentos do Centro, para instruir munícipes e turistas”, informou Leonardo.

A substituição de papeleiras na área central começou nesta sexta com, aproximadamente, 50 unidades. Ao todo, serão 270. "Sou servidor público há mais de 15 anos e estou como secretário na gestão do prefeito Rafael Diniz, mas quero falar como cidadão. Todos sabem da nossa luta com relação a administrar todos os serviços que são oferecidos tanto na área do meio ambiente como da limpeza pública e conseguir encaixá-los no orçamento da atual realidade econômica do município. Com muita luta, a gente conseguiu comprar papeleiras com preço melhor sem perder qualidade. Ontem, conseguimos instalar 50 das quase 300 que serão instaladas. Essas papeleiras foram compradas pela prefeitura e disponibilizadas para a população", disse o secretário.

Ainda na área central, também receberão novas papeleiras o terminal de ônibus Luiz Carlos Prestes, terminal das vans, Boulevard Francisco de Paula Carneiro, Praça Tiradentes, entre outros locais, também receberão as novas papeleiras. Segundo Leonardo Barreto, os equipamentos são instalados com distância de 50 metros entre cada. 

- Esse trabalho se divide em etapas. Uma é a instalação das novas papeleiras, outra é a remoção das antigas que serão consertadas e instaladas em outros pontos. Dentro do Projeto Viva o Centro, também coube à secretaria de Desenvolvimento Ambiental a restauração dos vasos de plantas do Boulevard. A próxima ação é recuperar os canteiros com paisagismo — disse Leonardo Barreto.

Outros casos de vandalismo – Infelizmente, a prefeitura também vem registrando outros casos de vandalismo, como o furto de canaletas na área central e cabos de energia elétrica, principalmente, na Avenida Arthur Bernardes, gerando mais despesas ao município e transtornos à população, assim como as tampas de bueiros.  Vale ressaltar que destruir, deteriorar ou inutilizar patrimônio público é crime, previsto no Código Penal. 



Supcom

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tempo - Tutiempo.net