Campos já registra quase 3 mil casos confirmados de chikungunya - CMN - Campos Magazine News

News

quarta-feira, 22 de maio de 2019

Campos já registra quase 3 mil casos confirmados de chikungunya

Somente no mês de maio, 328 pessoas já foram infectadas pelo vírus

Reprodução
O número de casos registrados de chikungunya em Campos aumentou ainda mais. Até hoje, 2992 pessoas foram infectadas pelo vírus na cidade, sendo 328 somente no mês de maio. No mesmo período de 2018, quando a Secretaria Municipal de Saúde afirmou que Campos vivia uma epidemia da doença, haviam sido confirmados 1353 casos. A Prefeitura de Campos afirma que o município ainda não vive um surto epidêmico pelo segundo ano consecutivo.

Para se ter uma ideia, em todo o ano de 2018 (de janeiro a dezembro), 7.360 pessoas foram infectadas pelo vírus da chikungunya. Esse número representa quase o dobro das vítimas de 2019, sendo que o mês de maio ainda não terminou.

Na última coletiva de imprensa ministrada pelos representantes da Saúde do município em abril deste ano, o médico especialista em endemias, Luiz José de Souza, afirmou que mesmo que o município não decrete a epidemia oficialmente, a situação este ano é, de fato, bem mais grave e preocupante.

“Este ano a chikungunya se espalhou não só para todos os bairros de Campos e pela região, como está espalhada por todo o estado do Rio de Janeiro e pelo Brasil. Estamos caminhando sim para uma epidemia e ter esse problema por dois anos consecutivos é mais do que grave, é uma tragédia”, alertou.

Segundo Luiz José, o vírus da chikungunya está presente e a única forma de ser imune a doença é já tendo sido vítima dela. “Numa população de 500 mil habitantes como é o caso de Campos, eu sinto dizer isso, mas muita gente ainda pode ser infectada e a única forma de combater isso é com prevenção. Campos não teve prevenção o suficiente e a doença estourou”, lamentou.

Ainda nesta ocasião, o secretário de Saúde, Abdu Neme, garantiu que vários órgãos estavam empenhados em ações de prevenção a doença como orientação, limpeza e aplicação de veneno contra o mosquito transmissor.

Em nota, a Prefeitura de Campos informou que “o estado de epidemia é decretado pela Secretaria Municipal de Saúde em comum acordo com o Governo Estado, quando apresenta 300 casos por cada 100 mil habitantes, seguindo critérios da Organização Mundial da Saúde (OMS)” e que “a epidemia só pode ser decretada quando o número de notificações ultrapassa o número de 1.500, por mês, o que não está acontecendo em Campos no momento“.



JTV

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tempo - Tutiempo.net