Vasco luta até o fim, mas vitória não evita queda na Copa do Brasil para o Santos - CMN - Campos Magazine News

News

quarta-feira, 24 de abril de 2019

Vasco luta até o fim, mas vitória não evita queda na Copa do Brasil para o Santos

Equipe perdeu Castan e Fernando Miguel machucados, mas mostrou muita garra e foi aplaudida pela torcida
Rafael Ribeiro / Vasco
Rio - A vitória por 2 a 1 sobre o Santos, nesta quarta-feira, em São Januário, não foi suficiente para evitar a eliminação do Vasco na Copa do Brasil. Embalado pelo torcedor e com muita garra, a equipe abriu dois gols de vantagem no primeiro tempo (Raul e Ricardo Graça). O gol de Jorge, porém, garantiu a vaga do Peixe para as oitavas de final e mais R$ 2,5 milhões de premiação.

A saída de Leandro Castan, com suspeita de lesão na coxa esquerda, deixou o torcedor ainda mais apreensivo no início do jogo, principalmente depois da finalização de Jean Mota na trave. Ricardo Graça entrou com a missão de proteger a defesa, mas teria uma importante participação antes do fim do primeiro tempo...

Antes, precisamente aos 12 minutos, Raul fez o gol que renovou a esperança dos vascaínos. A pressão de Lucas Silva sobre Aguilar resultou na roubada de bola de Lucas Mineiro para a açucarada assistência de Maxi López, aposta do técnico Marcos Valadares.

A jogada do gol evidenciou o poder de concentração e garra do Vasco para buscar o resultado. Não bastasse a perda precoce de seu capitão, a equipe também ficou sem Fernando Miguel, que sentiu um incômodo na panturrilha direita e foi substituído por Alexander, outra revelação da Copinha de 2019.

Confiante e embalado pelo torcedor, o Vasco foi em busca da virada. Aos 38, Ricardo Graça mostrou vocação no ataque e, de cabeça, marcou o segundo após cobrança de escanteio. O resultado parcial levaria a decisão para os pênaltis. Aplaudido, o Cruzmaltino deixou o gramado aplaudido no intervalo.

Mas numa decisão todo detalhe faz a diferença. A cochilada na marcação foi fatal para Jorge, ex-Flamengo, diminuir o prejuízo e 'devolver' a vaga ao Peixe, aos oito minutos do segundo tempo. Alexander ainda desviou a bola, mas não o suficiente para evitar o gol.

Marrony teve na sequência duas boas chances. Na primeira, teve o chute travado após fazer fila na defesa do Santos e, na segunda, finalizou para fora com o goleiro Everson fora do gol. No limite físico e com apenas mais uma substituição, o Vasco apostou em Yan Sasse, que pouco acrescentou, e ainda foi salvo pela falta de capricho do Santos em pelos menos três contra-ataques.

Ricardo Graça, nos acréscimos, marcou o terceiro, mas, em posição de impedimento, teve o gol anulado. No último suspiro da pressão vascaína, Maxi López perdeu uma ótima chance depois da falha grosseira de Gustavo Henrique.

Sob o comando interino de Marcos Valadares, o Vasco intensificará a busca por um novo técnico. O português Jorge Jesus e Dorival Júnior são os nomes que mais agradam a diretoria. O próximo compromisso será domingo pelo Campeonato Brasileiro, contra o Atlhetico-PR, na Arena da Baixada.


O Dia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tempo - Tutiempo.net