Conheça a brasileira que doou R$ 88 milhões para a reconstrução de Notre-Dame - CMN - Campos Magazine News

News

quinta-feira, 18 de abril de 2019

Conheça a brasileira que doou R$ 88 milhões para a reconstrução de Notre-Dame

Reprodução/Instagram
Gaúcha tem 85 anos e é dona de uma das maiores fortunas do planeta; Lily Safra sustenta muitos projetos sociais, inclusive no interior do Brasil; veja

Entre os maiores doadores para a reconstrução da catedral de Notre-Dame no mundo figura uma brasileira. Ela enviou R$ 88 milhões para que a igreja, um dos maiores cartões-postais de Paris, seja recuperado após o  incêndio que destruiu grande parte do monumento esta semana na França. 

A gaúcha Lily Safra, dona de uma das maiores fortunas do planeta, é a doadora da quantia que salta aos olhos. De onde vem os quase R$ 90 milhões tem muito mais. E a doação para Notre-Dame não é a única boa ação desta senhora de 85 anos.

Socialite e filantropa, Lily Safra sustenta muitos projetos sociais, inclusive no interior do Brasil, além de institutos de pesquisa em Neurociência espalhados pelo mundo. Estudar o cérebro humano virou quase uma obsessão para a “Gilded Lily”, ou Lily Dourada, como é chamada jocosamente no jet set internacional, depois que dois dos seus quatro ex-maridos apresentaram problemas no sistema nervoso.

Um deles, Fred Monteverde, milionário dono da rede Ponto Frio na época, se suicidou com dois tiros no peito após uma crise depressiva, decorrente da bipolaridade. O último, o banqueiro Edmond Safra, com quem foi casada durante 23 anos, sofreu com o Mal de Parkinson até ser assassinado num incêndio criminoso provocado pelo enfermeiro.

A fortuna de Lily, que vive entre Londres e Nova York hoje em dia, é avaliada em torno de R$ 48 bilhões. Só a mansão Villa Leopolda, que possui na Côte Dazur, na Rivieira Francesa, vale quase R$ 2 bilhões. Todo esse patrimônio foi herdado.

Lily nasceu em Canoas, no Rio Grande do Sul, numa família não muito abastada. Frequentou bons colégios, aprendeu idiomas e foi criada para “fazer um bom casamento”. Fez três muito bons e um sem muito futuro.

O primeiro, aos 17 anos, foi com o empresário argentino Mario Cohen, de quem se separou dez anos depois e com quem teve três filhos. Ainda casada com Cohen, Lily se apaixonou pelo playboy e magnata Fred Monteverde. Os dois se casaram e ficaram juntos até ele se matar em 1969. Quatro anos depois, ela se casou com Samuel Bendahan, com quem teve uma relação conturbada. Em 1976, já divorciada, ela viria a se casar com Safra e unir duas fortunas.

Amiga íntima do Príncipe Charles, Lily foi a única brasileira convidada para o casamento de Willian e Kate Middleton. Generosa com causas sociais, foi assim que se aproximou de celebridades como Elton John, fiel amigo, e Michael J. Fox, que também luta contra o Parkinson.

Há alguns anos, decidiu leiloar todas as joias e algumas obras de arte, entre elas quadros originais de Van Gogh, e todo o poupudo dinheiro arrecadado foi para instituições que cuidam de pobres, como na África, por exemplo.

Pouco se vê de Lily no Brasil, mas ela banca um instituto de pequisa em Natal e o tratamento de esgoto de uma pequena cidade no interior da Bahia, além de ONGs.

Uma biografia não autorizada sobre a doadora de Notre-Dame foi escrita pela jornalista Isabel Vincent, mas nunca foi publicada no Brasil após o embargo de um sobrinho da socialite, que não gostou de saber que o livro sugeria que o pai dele estaria envolvido na morte do segundo marido de Lily. Mas é possível adquiri-lo por encomenda em sites de livrarias.



Por iG São Paulo - Com informações da Agência O Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tempo - Tutiempo.net