Porto do Açu amplia operação com empresa norueguesa Equinor - CMN - Campos Magazine News

News

segunda-feira, 18 de março de 2019

Porto do Açu amplia operação com empresa norueguesa Equinor

A empresa responsável pelas operações do Terminal de Petróleo no Porto do Açu, a Açu Petróleo, assinou contrato para realizar operações ship to ship no T-OIL. 
Divulgação
A partir de 2020, a Açu Petróleo, parceria entre a Prumo Logística e a Oiltanking, fará o transbordo de óleo entre navios de grande porte para a multinacional norueguesa Equinor. 

A operação será feita no terminal de petróleo da companhia, localizado no Complexo do Porto do Açu, e servirá para escoar principalmente a produção da Equinor no campo de Roncador, na Bacia de Campos.

O contrato tem duração de 36 meses e prevê 36 operações, que correspondem a 36 milhões de barris de petróleo. O contrato permite que a Equinor opere, a partir de navios classe Suezmax e VLCC (Very Large Crude Carrier), a maior parte da sua exportação de petróleo do Brasil através do Terminal da Açu Petróleo.

Segundo o presidente da Açu Petróleo “A Equinor é mais uma empresa que optou por utilizar a moderna e segura infraestrutura do T-OIL. A entrada de mais este importante cliente irá reforçar ainda mais o nosso compromisso por excelência em segurança e cuidado com o meio ambiente em nossas operações”.

No terminal, a operação transbordo de petróleo será realizada por um operador de classe mundial, o Oiltanking, realizada no quebra-mar, fazendo com que as operações sejam confiáveis e seguras, além de ter eficiência na sua produção e redução de custos para os clientes, fazendo com que a competitividade do petróleo brasileiro aumente.

 Serão utilizados dois navios para a operação, eles ficarão atracados no quebra-mar cercados de barreira de contenção o que minimiza o risco de impacto para o meio ambiente. O T-OIL tem capacidade e é licenciado para movimentar até 1,2 milhão de barris de petróleo/dia.  Com 25 metros de profundidade, o T-OIL é o único terminal privado brasileiro com capacidade para receber navios da classe VLCC, que tem capacidade de armazenamento de até 2 milhões de barris de óleo cru.

Redação / O Petróleo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tempo - Tutiempo.net